Correio Central
Voltar Notícia publicada em 14/11/2020

Conheça o Padre Flávio Melchior, novo Pároco do Santuário de Nossa Senhora Aparecida

Natural de Santa Catarina, padre Flávio vai coordenar as 76 comunidades da Paróquia de Nossa Senhora Aparecida.

Padre Flávio Melchior Tartari, novo Pároco do Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em Ouro Preto do Oeste (RO), é natural de Fraiburgo Santa Catarina, onde foi ordenado, Diácono em 17/07/1988, e Padre em 07/12/1988, na Diocese de Caçador-SC, onde foi Monsenhor, Pároco e Vigário Geral.

Em 2011, veio da Diocese de Caçador-SC, para Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora em Vilhena-RO, onde permaneceu até em 2017.

Nos últimos três anos e meio, estava no seminário maior em Cuiabá-MT, onde foi reitor

A Diocese de Ji-Paraná-RO, atualmente encontra-se vacante de Bispo, quando isso acontece, é constituído o colégio de consultores, composta de vários Padres da mesma Diocese, conselho este que reunido no último mês de agosto, ordenou a transferência de Padre Flávio Melchior Tartari, para ser Pároco e Reitor do Santuário Diocesano de Nossa Senhora Aparecida de Ouro Preto do Oeste - RO

Durante sua vida sacerdotal, Padre Flávio, sempre teve envolvimento em missões e projetos sociais, entre eles destacou a durante entrevista a PASCOM:

• Coordenador do Conselho Missionário Regional do Estado de Santa Catarina na Regional Sul 4 da CNBB;

• Coordenador do Projeto Missionário da Diocese de Jardim Mato Grosso do Sul, durante 5 anos onde destacou trabalhos com a participação de leigos, religiosos e padres;

• Coordenador do Projeto Social Caritas Solidariedade, Diocese de Caçador-SC;

• Coordenador de Projeto Social - Grupo de Costuras Social para Famílias Carentes Paróquia de Fraiburgo Santa Catarina;

Nascido em 18/01/1962, Padre Flávio, é o quarto filho de um total de sete, de um casal de agricultores familiares no interior de Santa Catarina, inclusive faz questão de frisar que hoje seu pai com 90 anos e sua mãe com 84, ainda residem na zona rural, onde desde cedo trabalhou em lavouras de maçã, alho, cebola, criações de Suínos e aves, por ter origem rural, sempre trabalhou com comunidades de base, grupos de reflexão, encontros de formação, pastorais e movimentos.

Aqui na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, de Ouro Preto do oeste-RO, como marca de seu início de trabalho, sempre pautado no diálogo, inclusive gosta de frisar que ‘Diálogo é coisa de Deus, discussão não é coisa de Deus’ está buscando uma melhor reorganização do calendário litúrgico, com supressão e inclusão de novos horários de  horários da Santas Missas nas Comunidades a fim de que mais comunidades tenham Santa Missas.

Nestes poucos dias, ainda está aprendendo o nome das lideranças, conhecendo, conversando com todos, trocando ideias, ouvindo muitas sugestões, e dialogando sempre, já visitou praticamente todas as comunidades da zona urbana, algumas pastorais, movimentos, serviços e segundo ele, até meados de janeiro de 2021 pretende já ter visitado todas as nossas 76 comunidades.

Durante sua passagem pela Paróquia de Caçador-SC, sempre desenvolveu trabalhos sociais, onde enche os olhos ao falar de um projeto denominado, Caritas Solidariedade, onde inúmeros voluntários, criaram cozinhas voluntárias, onde famílias preparavam refeições para famílias com extrema fragilidade social se alimentavam.

Fonte: PASCOM – Pastoral das Comunicações.

 

Fonte: www.correiocentral.com.br