Correio Central
Voltar Notícia publicada em 12/01/2020

Justiça bloqueia mansão de Eduardo Costa avaliada em R$ 9 milhões

Eduardo Costa teria vendido uma área de Resort localizado em área de preservação permanente.

A mansão do cantor Eduardo Costa, avaliada em R$ 9 milhões, foi bloqueada pela justiça. Um casal que trocou o imóvel com o cantor alega que sofreu prejuízo financeiro na transação.

A mansão, que fica em Belo Horizonte, teria sido trocada por outro imóvel, que estaria com dois processos para demolição parcial decretados, um movido pelo Ministério Público Federal (MPF) e outro pela Furnas Centrais Elétricas S.A.

Parte deste imóvel foi erguida em Área de Preservação Permanente e a demolição já havia sido determinada pela justiça, o que reduz o valor. O casal pede indenização de R$ 8,1 por danos materiais, além de mais R$ 1 milhão de danos morais e uma multa de R$ 900 mil por descumprimento contratual, segundo o R7.

O imóvel em questão funciona como um resort e seria a única fonte de renda do casal. Até o momento o cantor não se pronunciou sobre o c

Foto: Wesley Costa / AgNews

 

Fonte: Redação VN