Correio Central
Voltar Notícia publicada em 05/04/2017

Morador de Ouro Preto tem quase R$ 7 mil reais descontados do cartão de crédito de dívida com Uber de São Paulo, que ele não fez

Cuidado: geralmente, o golpista se apossa de dados de vítimas que realizam compras virtuais pela internet e fornece os dados

Cliente de uma agência bancária privada de Ouro Preto do Oeste teve o seu cartão de crédito clonado para pagamento de várias viagens da empresa multinacional Uber que teriam sido realizadas na cidade de São Paulo (SP).

De acordo com a vítima, que procurou a Delegacia de Polícia Civil, foram contraídas várias despesas que contabilizaram quase R$ 7 mil debitados em seu cartão de crédito.

A vítima do golpe de estelionato registrou na DP que tais viagens descritas no extrato de sua conta bancária não foram realizadas, e que não esteve recentemente no Estado de São Paulo. O registro policial serve para efeitos de bloqueio do cartão e ressarcimento do prejuízo por parte da instituição bancária.

Geralmente, o golpista se apossa de dados de vítimas que realizam compras virtuais pela internet e fornece os dados – número, código de segurança e validade. Quem faz compras de empresas desconhecidas, e baixa arquivos de procedência duvidosa está mais sujeito a ser vítima de fraude no seu cartão.

A Delegacia Civil de Ouro Preto do Oeste teve um aumento considerável neste tipo de ocorrência de clonagem de cartão bancário de crédito, de débito e pré-pago, e cliente de nenhuma das instituições escapa da ação de criminosos, quando estelionatários têm acesso aos dados e senha da vítima.

Os golpes são de valores variados, e o estelionatário utiliza o cartão da vítima para pagar contas diversas, e para realizar compras. O consumidor que se torna vítima da fraude no cartão tem o direito de pedir a suspensão das compras, na hora que é informado pela mensagem automática pelo celular, alertando-o de que alguém está realizando transação em seu nome.

Fonte: www.correiocentral.com.br