Correio Central
Voltar Notícia publicada em 09/04/2019

Marido ameaça e expulsa mulher de casa, a deixa na rua sem roupas e assume outro romance

O agressor se apossou da casa e dos bens da ex-mulher, arranjou outra e colocou dentro da casa. Ontem, com a presença da polícia, ele ficou bonzinho.

Uma mulher de 23 anos que reside na cidade de Ouro Preto do Oeste foi expulsa de sua própria casa localizada no Jardim Aeroporto, depois de ser ameaçada de morte pelo seu marido de 35 anos, que além de assumir outra mulher e colocou dentro da residência, ainda proibiu a ex-companheira de retirar todos os seus bens, documentos e até as roupas pessoais.

Sem saída, e morando temporariamente na casa de uma amiga, a mulher decidiu pedir ajuda à polícia para ir até a residência onde morava para retirar suas roupas, documentos e sua mobília que inclui armário, o fogão com a botija, guarda-roupas, geladeira, jogo de sofá, Rack com TV, uma centrífuga, máquina de lavar roupas, uma cama de casal e dois colchões, além dos seus documentos pessoais.

Segundo a vítima, nessa união que durou seis meses, ela entrou com a maioria da mobília da casa, e o marido contribuiu para sua vida se tornar um inferno, agredindo-a e fazendo constantes ameaças, caso ela o delatasse à polícia.

E foi justamente por ela tê-lo denunciado após sofrer agressões físicas, levar puxões de cabelo, uma gravata no pescoço, e uma capacetada na cabeça, a vítima foi expulsa da residência e novamente ameaçada. “Se você entrar dentro de casa hoje eu te mato”, teria dito o agressor, conforme boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar no último sábado, dia 6 de abril.

Diante dos fatos, a vítima de violência doméstica pediu medida protetiva com urgência, e na tarde desta segunda-feira (8) pediu auxílio a agentes da Polícia Civil para retirar seus pertences, roupas e documentos pessoais da casa onde morava.

Acompanhada de policiais civis, a mulher conseguiu retirar seus pertences, roupas e documentos, e desta vez, seu ex-companheiro não a ameaçou como fazia quando ela ia sozinha tentar reaver seus bens.

 

 

 

 

Fonte: www.correiocentral.com.br