Correio Central
Voltar Notícia publicada em 14/08/2017

Em Ouro Preto, pedreiro cai em cima de Makita ligada e máquina atinge as partes baixas do trabalhador

A serra cortou a bolsa escrotal do pedreiro, e atingiu um testículo, as nádegas, o reto e fez um corte na perna do trabalhador

Um acidente terrível ocorrido na manhã de sábado (12) em Ouro Preto do Oeste, numa casa localizada no trevo de acesso a RO-470 (linha 81), próxima ao Posto Savana, causou graves ferimentos em um pedreiro de 38 anos de idade, que despencou de cima do caibro de sustentação de uma área de varanda com uma Makita ligada, e caiu com as partes baixas em cima da máquina funcionando com a serra circular ligada.

O trabalhador que sofreu o acidente é Odair Dias, que mora no Bairro Liberdade. Ele sofreu um corte profundo na bolsa músculo do escroto, o corte da serra também atingiu o seu testículo esquerdo, provocou outro corte profundo na coxa da perna esquerda, atingiu as nádegas e o reto do trabalhador.

Como estava perdendo muito sangue e sozinho na casa, Odair subiu em sua moto e conseguiu chegar até à cidade, e seu sogro o ajudou chegar ao Pronto Socorro do HM. O pedreiro chegou sangrando muito, com as vestes toda rasgada, com os cortes abertos entre as pernas. 

Depois que foi medicado no Hospital Municipal Dra. Laura Maria Carvalho Braga, o pedreiro foi encaminhado para o Hospital de Urgência e Emergência Regional de Cacoal (Heuro), até a tarde de domingo ele havia passado por duas cirurgias, e se encontra em observação. “Graças a Deus ele está bem. Fez duas cirurgias ontem. Foi aplicado uma sonda na parte baixa e na barriga. Vamos ficar em observação para se ver se saiu tudo bem”, detalhou, por telefone para a reportagem do Correio Central, a esposa do pedreiro que o acompanha no Heuro em Cacoal.

O pedreiro vai ficar três meses parado e se recuperando das cirurgias, e depois terá de retornar novamente ao Hospital Regional de Cacoal para passar por outras cirurgias, e novamente serão mais três meses sem poder trabalhar.

Odair Dias, que trabalha de maneira autônoma, também falou a respeito de como ocorreu o acidente, e como juntou forças para subir na moto e vir para a cidade. “Eu estava perdendo muito sangue. Fiquei tonto, começoua escurecer, mas na hora que eu firmei a vista subi na moto e fui até a casa do meu sogro, e ele acabou de chegar comigo no hospital”, relatou.

Sobre o acidente o pedreiro disse que a viga de sustentação que se apoiava em cima da área se soltou e o desequilibrou. “Eu estava em cima de uma área de uma residência cortando um caibro sustentado em outro caibro. O caibro que eu estava em cima começou a balançar, perdi o equilibro e para não cair eu segurei no caibro que eu estava cortando que partiu, e eu cai em cima da makita”, detalhou.

ASssim que o paciente chegou ao Hospital Municipal foi mobilizada a equipe do Pronto Socorro para atender o pedreiro, e deslocou servidora da equipe de plantão para acompanhar o paciente até Cacoal.

O diretor Boby Charlton Gois Gil, dissse que o final de semana do Dia dos Pais foi bastante movimentado no Hospital Municipal, em razão de inúmeros acidentes envolvendo veículos e domésticos que foram registrados. "Nós tivemos que acionar dois médicos nos dois dias do fim de semana, teve hora que um médico viajou e houve situação que exigia a presença de mais médicos no promto Socorro", relatou o diretor da unidade hospitalar.   

HOSPITAL MUNICIPAL TEVE FINAL DE SEMANA DO DIA DOS PAIS BASTANTE MOVIMENTADO

 

 

 

Fonte: www.correiocentral.com.br