Correio Central
Voltar Notícia publicada em 28/05/2018

Hamilton Alves, 37 dias após atentado contra sua vida, retorna com programa nesta segunda feira

Crime contra radialista foi encomendado por políticos. Hamilton não sente dois dedos da mão, mas se recuperou bem.

37 dias após sofrer um grave atentado contra a sua vida, e levar seis tiros a queima roupa, o radialista Hamilton Alves de Melo retorna ao ar nesta segunda-feira (28) com o programa Abrindo o Jogo pela Rádio Nova Jaru FM (94,1), e a expectativa do seu retorno é grande na região central, sobretudo para os seguidores do comunicador que é crítico e polêmico no combate a desmandos públicos.  

 

Hamilton retornava de Jaru para Ouro Preto do Oeste na tarde da sexta-feira, dia 20 de abril, e sofreu um atentado à bala na BR-364, no último quebra-molas da curva da morte, o crime foi praticado por dois homens em uma motocicleta e o carona disparou sete vezes com uma pistola .380, acertando seis tiros no radialista.

Um PM que passava pela BR impediu que o pistoleiro disparasse mais vezes contra o comunicador. Hamilton foi socorrido por quatro médicos que estavam em trânsito na BR e levado ao Hospital Municipal de Jaru, e depois transferido de avião para Porto Velho pela equipe do serviço aeromédico de Rondônia.

O crime é investigado pela Delegacia Regional em Jaru com apoio de uma força-tarefa da Secretaria de Segurança Pública, por determinação do governador Daniel Pereira (PSB).

Embora a polícia não tenha dado nenhuma declaração pública, o que se tem de fato é que quem encomendou o crime de pistolagem cometido contra o radialista é do meio político.

O radialista ainda se recupera das lesões sofridas, não sente dois dedos de uma das mãos afetados por um dos disparos, mas está fazendo fisioterapia para a recuperação total.

Por ordem do Comando Geral da Polícia Militar de Rondônia, o profissional de imprensa tem recebido proteção residencial em Ouro Preto do Oeste, e no município de Jaru, a PM também dará proteção ao profissional.  

Sobre o atentado, Hamilton diz que teve um livramento em sua vida. “Depois de tudo que eu passei eu sinto que Deus tem uma missão para mim”, comentou, agradecendo ao governador que determinou o seu resgate e principalmente aos médicos e a toda equipe do Hospital Municipal de Jaru que o socorreram.

Hamilton afirmou que vai continuar trabalhando com a mesma determinação, e que não vai recuar diante dessa tentativa de calar sua voz em prol dos cidadãos que cobram através do profissional de imprensa as mazelas dos poderes públicos.

 

 

 

 

 

Fonte: www.correiocentral.com.br