Correio Central
Voltar Notícia publicada em 09/06/2016

Autoridades pedem apoio da Marinha Raupp para o alfandegamento do aeroporto de Porto Velho

Com a internacionalização, irá beneficiar o desenvolvimento de Rondônia através da rota turística Pantanal – Amazônia – Andes – Pacífico, o escoamento e a exportação da nossa produção.

Autoridades presentes a audiência pública na Assembleia Legislativa, segunda-feira (6), destacaram a importância do apoio da deputada federal Marinha Raupp junto ao governo federal, para a conclusão do processo de alfandegamento do aeroporto de Porto Velho. 

A deputada Marinha Raupp parabenizou a iniciativa dos deputados estaduais e se colocou à disposição para continuar dando o apoio necessário para a conclusão desse serviço. “Desde a internacionalização do Aeroporto Jorge Teixeira em 2012, estamos trabalhando no alfandegamento junto a Infraero e a Casa Civil, junto com o senador Valdir Raupp e demais membros da bancada federal.” afirma a deputada Marinha Raupp.

Com a internacionalização, irá beneficiar o desenvolvimento de Rondônia através da rota turística Pantanal – Amazônia – Andes – Pacífico, o escoamento e a exportação da nossa produção e uma maior oferta nos destinos internacionais saindo do nosso estado, gerando oportunidades, emprego, renda e o turismo regional.”

A representante da Fecomércio, Cileide Macedo destacou a importância do alfandegamento, parabenizou a Assembleia Legislativa em parceria com a Fiero, pela realização da audiência, e a deputada Marinha Raupp, que segunda ela, tem ajudado nesta causa. “Já estamos trabalhando neste sentido, e agora falta as etapas finais do processo. E após esta audiência, com a participação da ALE, representante da deputada federal Marinha Raupp, representante do Senador Valdir Raupp, das empresas estaduais, da Polícia Federal e dos empreendedores locais estamos confiantes em finalizar esta etapa o quanto antes.”

O pedido de alfandegamento foi protocolado ano passado, e após ser avaliado, se encontra nos últimos ajustes pela Receita Federal de Belém. O superintendente da Infraero, Carlos Alberto, acredita que feito os últimos ajustes, em relação a infraestrutura, o aeroporto de fato poderá ser internacionalizado.


Após estudos realizados pelo DER, são necessários R$ 4,5 milhões, para melhoria da pista de pouso, compra de equipamentos e demais ajustes para a internacionalização.


De acordo com artigo 2º da Portaria n 3518, entende-se por alfandegamento o trânsito de aeronave procedentes do exterior ou a ele destinados, englobando embarque, desembarque, trânsito de viajantes, movimentação, armazenamento e despacho aduaneiro de mercadorias e remessas postais internacionais.

Ao final da audiência foi assinado pela mesa um Termo de Compromisso dos quais assinaram os presentes na audiência: Deputado Estadual Léo Moraes, Leandro Basílio (Superintendente da SUDER), Marcelo Tomé (Presidente da FIERO),  Carlos Alberto (Superintendente da INFRAERO), Cileide de Macedo (FECOMÉRCIO), Maria Verônica de Araújo (Associação Rondoniense de Agências de Viagem), José Bianco (Diretor de Assuntos Governamentais da Fiero) e Michel Lopes Theodoro (Delegado da Receita Federal em Rondônia).

Foto: Ana Célia e José Hilde (ALE/RO)