Correio Central
Voltar Notícia publicada em 14/07/2017

Artesãos e prefeitura de Ouro Preto do Oeste se unem para restaurar monumento da Praça dos Migrantes

A tora é oca e os cupins se instalaram e atacam de baixo para cima; a restauração vai durar em torno de três meses

A cobrança feita por um capixaba de Guarapari (ES), que ficou frustrado ao ver o monumento histórico de Ouro Preto do Oeste, construído a 34 anos, abandonado e se deteriorando na Praça dos Migrantes sensibilizou o grupo de artesãos da Associação Lítero-Cultural (Alcopo) que se uniu a prefeitura no projeto de restaurar a tora talhada, a previsão é de que em três meses o trabalho seja concluído.

Trabalhadores da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras (SEMINFRA) iniciaram ontem a remoção do telhado, e da madeira existente na árvore talhada oca do monumento, sob a supervisão do vice-prefeito Valério Pessoa, o titular da pasta Rougeri Brustolin, André Henrique Ricardo Estevam, da Divisão de Cultura da prefeitura e Maria Elizabeth Dias Ferreira, a Beth do Cartório, presidente da Alcopo.

O maior problema verificado no monumento é o ataque de cupins que estão instalados no interior da terra e atacam de baixo para cima, circulando pela tora que é oca. Toda a grama ao redor do monumento será arrancada e substituída por uma nova jardinagem. A SMINFRA vai instalar o andaime para as artesãs trabalharem na restauração.  

Rougeri explicou que uma nova estrutura será feita no local com novo telhado, e as figuras em relevo talhadas no monumento serão lixadas e vernizadas pela Alcopo. “Vamos eliminar esses cupins, cortar arvores condenadas ao redor e fazer um trabalho de emborrachamento, construir o telhado e cercar o local”, detalha.    

Beth do Cartório lembrou que como o trabalho é em parceria, e não existe recurso destinado para essa finalidade, a população pode participar com doações de lixas, verniz, seladores marítimos e de proteção solar e outros produtos que serão aplicados na madeira. “O serviço pesado é com os homens da prefeitura, e o serviço leve é com as mulheres”, concluiu.

O prefeito Vagno Gonçalves Barros "Panisoly", disse recentemente em uma reunião no gabinete, que em 2018 pretende incluir recurso no orçamento para restaurar toda a Praça dos Migrantes. 

SEMINFRA INICIOU ONTEM A REMOÇÃO DO TELHADO DO MONUMENTO

FIGURAS ENTALHADAS LEMBRAM OS PRIMEIROS HABITANTES DA REGIÃO

 

Fonte: www.correiocentral.com.br - fotos Edmilson Rodrigues