Correio Central
Voltar Notícia publicada em 18/11/2020

Com economia e execução direta, Governo conclui e inaugura ponte sobre o rio Urupá, em Ji-Paraná

Com 150 metros de extensão, pista dupla e iluminação, a nova ponte sobre o rio Urupá vai substituir a antiga.

Foram quatro meses de máquinas e homens trabalhando de forma acelerada e, nesta terça-feira (17), uma nova história foi iniciada com a conclusão de obra da ponte sobre o rio Urupá, na rodovia 135, ligando Ji-Paraná diretamente ao distrito de Nova Londrina. O Governo de Rondônia havia assumido o compromisso de concluir a ponte e de imediato determinou a execução do serviço ao Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER).

O que era um antigo sonho da população de Ji-Paraná, passou a ser realidade e, mesmo com a complexidade do projeto que exigia um grande trabalho ágil e de qualidade garantida pelo acompanhamento técnico do corpo de engenheiros do DER, a ponte foi entregue em tempo recorde por meio de execução direta do Governo do Estado.

Oficialmente inaugurada no final da tarde deste dia 17 de novembro, a ponte sobre o rio Urupá é considerada de grande importância, pois também garante à rodovia 135 maiores condições para o escoamento produtivo, bem como benefício para o setor turístico da região.

A conclusão da ponte também reflete positivamente para uma grande parcela do setor produtivo de Ji-Paraná, mais precisamente a Gleba “G”, como é conhecida a região formada pela agricultura familiar.

Vale destacar que a região produz predominantemente o gado leiteiro, gado de corte, a cultura do café e o cultivo de hortaliças que estão entre os principais alimentos gerados pelos agricultores na Gleba “G”. Além do escoamento produtivo local, a nova ponte totalmente construída e de via dupla, garante a conectividade de estradas entre a rodovia 135 até a BR-429, que dá acesso ao município de Costa Marques.

Com 150 metros de extensão, pista dupla e iluminação, a nova ponte sobre o rio Urupá vai substituir a antiga, que é de mão única e que há anos era apontada como o grande problema para quem trafega diariamente pelo trecho. Antes, a antiga ponte por várias vezes causou congestionamentos nos dois sentidos, e até mesmo acidentes.

Fazendo um retrospecto da história da nova ponte, a construção teve início há cerca de quatro anos, mas, na época, a licitação da obra, de pouco mais de R$ 6 milhões não contemplava as cabeceiras. Dessa forma, o atual Governo do Estado mudou esta realidade em tempo recorde entregando a obra e, ao mesmo tempo, garantindo economia, uma vez que teve execução direta do DER.

Ao tecer comentários sobre a conclusão da obra, o governador, coronel Marcos Rocha ressaltou o planejamento garantindo a economia de gastos. Com a execução direta pelo DER, possibilitou a execução total da obra com economia de até 50%, ou seja, caso fosse licitada, a obra poderia ser concluída com um gasto de um pouco mais de R$ 2 milhões. No entanto, apenas pouco mais de R$ 900 mil foram gastos para que o Estado concluísse a obra.

“Essa ponte se iniciou lá atrás e o valor pago de contrato foi mais de R$ 6 milhões, mas infelizmente ficou paralisada, pois não contemplava as cabeceiras. Pelo menos R$ 2 milhões a mais seriam gastos em caso de licitação. Mas conversei com Elias Rezende (diretor-geral do DER) e determinei que iríamos iniciar as ações utilizando mão de obra direta do DER e as máquinas irão continuar trabalhando e vamos adquirir novos equipamentos para podermos fazer a questão do asfalto. Disse que iríamos trabalhar firme e juntamente com toda a equipe do DER. Graças e esse trabalho foram quatro meses de obra das cabeceiras que iniciou dia 8 de julho e gastamos R$ 900 mil, ou seja, menos de 50% do valor que seria orçado. E o valor economizado será utilizado para o benefício da população do nosso Estado. A conclusão dessa ponte é de grande importância para essa região”, argumentou o governador.

Assim que oficializou a conclusão das obras da nova ponte sobre o rio Urupá, o governador de imediato anunciou que a antiga ponte que foi utilizada por mais de 20 anos, agora será transformada em uma ciclovia e com espaço também para pedestres. “Vamos lutar até o último dia da nossa administração com honra, ética, dignidade e decência para a população de Rondônia”, declarou Rocha.

Festejada por motoristas, motociclistas, ciclistas e até mesmo pedestres (com corredor exclusivo), a nova ponte como bem disse a agricultura Cirlene Ramos, foi entregue na hora certa. “Parabéns ao governador que comprovou capacidade e palavra e fez realidade um antigo sonho. Moro na Gleba “G” há 21 anos e antes era um transtorno passar pela antiga ponte”, salientou Cirlene.

Da mesma forma pensa o funileiro José Oliveira que mora há 46 anos na região e fez questão de olhar atentamente para a ponte, lembrando-se de como era antes e como será daqui para frente. “Um momento importante para todos que passam diariamente por esse trecho. Parabéns ao atual Governo de Rondônia que assumiu o compromisso e tornou realidade”, sintetizou.

Agora totalmente concluída e entregue pelo governador Marcos Rocha, a ponte tem uma extensão de 150 metros e largura de 11,20 metros e garante melhores condições de trafegabilidade. Conforme estimativa, mais de três mil veículos devem trafegar pela nova ponte diariamente.

Satisfeito com a missão cumprida, o diretor-geral do DER, Elias Rezende, destacou que foram erguidos os aterros das duas cabeceiras, pavimentando 615 metros de via, drenagem, instalação de defensas e colocação de gramado nas laterais. Ele ainda pontuou outras ações estruturantes do Governo do Estado que estão sendo desenvolvidas em Ji-Paraná, citando não apenas a conclusão da ponte, mas também a recuperação completa do Anel Viário. Elias Rezende ainda antecipou que as atenções estarão voltadas imediatamente para a nova determinação do governador Marcos Rocha que é transformar a antiga ponte em ciclovia.

Também participaram da solenidade de inauguração da ponte, o presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado estadual Laerte Gomes; da deputada federal, Silvia Cristina; do deputado estadual Jhony Paixão; o deputado estadual Adailton Fúria; do prefeito de Ji-Paraná, Afonso Antônio Cândido; do secretário Executivo Regional de Ji-Paraná, Everton Esteves; do prefeito eleito de Ji-Paraná, Isau Fonseca; da diretora Executiva da Casa Civil, Rosangela da Silva; do superintendente Estadual de Comunicação, Lenilson Guedes; bem como outras autoridades.

Texto: Paulo Ricardo Leal
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Fonte: www.correiocentral.com.br