Correio Central
Voltar Notícia publicada em 11/01/2020

Policial que divulgar nome e imagem de bandidos pode ficar 4 anos preso

Fotos e nome de bandidos presos não serão publicados. PM de Mato Grosso emitiu nota sobre a lei de Abuso de Autoridade e informou que não fornecerá imagens e vídeos.

A Polícia Militar do Estado de Mato Grosso publicou uma nota oficial em virtude da Lei 13.869/2019, que trata do Abuso de Autoridade que não divulgará imagens e vídeos de pessoas detidas junto aos meios de comunicação, e os PM's estarão orientados para aplicar a mesma regra na divulgação de nome, iniciais e idade do suspeito.

Leia matéria completa: 

A cada dia os politicos brasileiros deixam claro que o crime compensa e facilitam cada vez mais para os criminosos que espancam, agridem e matam famílias inteiras sem nenhuma piedade. É uma verdadeira inversão de valores.

Pasmem! Policiais militares, civis e federais, por exemplo, podem pegar de 1 a 4 anos de prisão se forem flagrados repassando nome (mesmo que iniciais), idade e imagem (mesmo com o rosto desfigurado ou de costas) para a imprensa.

A proibição consta na nova Lei de Abuso de Autoridade aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro.

A PM já comunicou os jornalistas oficialmente e pediu compreensão.

“Diante das possíveis punições aos policiais militares,

a Polícia Militar do Estado de Mato Grosso esclarece que não serão mais divulgadas as fotos ou vídeos de pessoas detidas junto aos meios de comunicação, independente da gravidade do crime cometido. Acrescenta ainda que a mesma orientação será aplicada na divulgação de nomes, iniciais e idade. Contamos com a compreensão de toda a sociedade”, informa o comunicado oficial.

É o fim da picada.

As informações são do site reportrmt.com.br

 

Fonte: reportrmt.com.br