Correio Central
Voltar Notícia publicada em 16/03/2020

Em Ouro Preto do Oeste, homem é baleado na cabeça no Bairro Alvorada e segue para o Heuro

Sérgio Amaro da Silva deu entrada no HM com um tiro na cabeça, ele tinha de 20 a 40 estilhaços dentro da cabeça.

A Polícia Militar de Ouro Preto do Oeste registrou uma tentativa de homicídio na cidade na neste domingo (15), a vítima é um homem de 26 anos de idade, morador do Bairro Alvorada – setor Industrial -, ela foi levada para o Hospital Municipal Dra. Laura Maria Carvalho Braga pelo Corpo de Bombeiros com estilhaços de chumbo na cabeça.

A vítima da tentativa de homicídio foi identificada por Sérgio Amaro da Silva, o atentado contra a vida dele ocorreu na Rua Machado.

O registro do atentado à bala foi feito pela Polícia Militar na Delegacia de Polícia Civil por volta de 13h46 de domingo. No entanto, a reportagem apurou que exames médicos, e familiares, teriam revelado que Sérgio Amaro sofreu a tentativa de homicídio por volta de 3 horas da madrugada, enquanto o Corpo de Bombeiros só foi acionado para o seu resgate no começo da tarde.  

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMSAU), informou que o paciente encaminhado para Cacoal foi deixado no Hospital de Urgência e Emergência Regional (Heuro), para passar por exame de tomografia. A equipe médica do HM de Ouro Preto do Oeste informou que os primeiros laudos de ontem a noite revelaram que Sérgio Amaro foi atingido por um disparo de arma calibre 22, e tem entre 20 e 40 estilhaços dentro da cabeça.

A bala entrou pela região temporal direita, a bala entrou entre o olho e a orelha. Até a noite de domingo, o paciente estava consciente e respondendo a perguntas clínicas. Boletim médico da manhã desta segunda-feira informa que o paciente apresenta sangramento intracraniano interno, vai passar por cirurgia extremamente delicada e de risco, onde deverá perder massa encefálica e parte do osso do crânio.     

O homem baleado recebeu nos primeiros socorros no HM, e foi encaminhado consciente para o Heuro. Uma médica plantonista e assistente de enfermagem seguiram com o paciente na ambulância.

De acordo com o boletim policial, a patrulha da Polícia Militar foi solicitada pela central de operações (190) para comparecer ao Hospital Municipal onde uma pessoa baleada tinha sido levada pelo Corpo de Bombeiros.

Em contato com a solicitante que é médica do hospital, os policiais tomaram conhecimento que o paciente baleado ao dar entrada na unidade hospitalar solicitou que fosse feito nele um exame de Raio X, onde ficou constatado que ele tinha muitos estilhaços (provavelmente de chumbo), na cabeça.

Os policiais militares não puderam tomar depoimento do paciente devido ao seu estado de saúde. Os PMs também conversaram com parentes da vítima, porém ninguém soube relatar o ocorrido, tampouco quiseram dar informação sobre a vítima. Em Cacoal, ele também se negou a relatar o que ocorreu e sobre quem atentou contra sua vida.

Segundo a polícia, Sérgio Amaro já teve passagens por crimes de roubo e de tráfico.

 

Fonte: www.correiocentral.com.br