Correio Central
Voltar Notícia publicada em 29/03/2020

Covid-19: Saúde de Ouro Preto do Oeste monitora 17 pacientes e tem 1 internação

Entre quinta e sábado, 10 pessoas com sintomas gripais procuraram o Hospital Municipal e foram orientados a ficar em casa, de quarentena.

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMSAU) da Estância Turística Ouro Preto do Oeste confirmou na tarde deste domingo (29) que mais dois pacientes com sintomas gripais tiveram material coletado na última quinta-feira e enviado para o Laboratório Central de Saúde Pública de Rondônia (Lacen), em Porto Velho.

Até o momento, a SEMSAU confirma que de sete casos de pacientes com suspeita que tiveram exames coletados, quatro foram descartados, e a Secretaria aguarda o resultado de três exames, um do começo da semana e dois que foram coletados de pacientes na última quinta-feira.

A SEMSAU também informou que no município mais 10 pacientes passaram a ser monitorados de sexta-feira para cá, e que houve uma internação, na noite deste sábado (28), de uma paciente de 24 anos que sentiu falta de ar e foi hospitalizada.

Os 10 novos casos monitorados ainda não foram atualizados no sistema de monitoramento da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e Agevisa, e os pacientes não tiveram exame coletado.

A SEMSAU informou que a paciente internada na cidade, que estuda em Porto Velho, em primeiro momento foi isolada. Ela realizou exame de tomografia computadorizada ontem à noite em um hospital particular, porém não apresentou sintomas de infecção para o Covid-19, e seu quadro não evoluiu. Todavia, por precaução, o médico que atendeu a paciente decidiu mantê-la em observação.

Por enquanto, Ouro Preto do Oeste não tem nenhum caso confirmado de paciente com o novo Coronavírus, são apenas pacientes com suspeita por apresentar sintomas virais.

No caso dos pacientes monitorados, todos eles foram orientados a ficar em quarentena e seguir todos os protocolos recomendados pelo Ministério da Saúde.

O secretário municipal de Saúde Cristiano Ramos Pereira, afirmou que o procedimento de monitorar pacientes é um protocolo recomendado pela Agevisa, de que todo paciente que estiver com sintomas gripais fortes deve ser orientado a permanecer em casa.

“Estamos fazendo a nossa parte, não há motivo para pânico em Ouro Preto, mas as pessoas devem continuar tomando os cuidados de higienização e mantendo o isolamento social para que nossa cidade continue com índice zero de contaminação por coronavírus”, convocou o secretário.

As suspeitas de pacientes aumentam na cidade à medida que pessoas que pegam resfriado forte procuram o Hospital Municipal. Após a avaliação dos médicos, é decidido se o paciente vai ter material coletado para o teste de Coronavírus. Todavia, em todos os casos, os pacientes são orientados a seguir o protocolo de quarentena.

ÚLTIMO BOLETIM (ABAIXO) NÃO ESTÁ ATUALIZADO, NÚMERO DE NOTIFICADOS DEVE SUBIR PARA 17.

Fonte: www.correiocentral.com.br