Correio Central
Voltar Notícia publicada em 23/12/2018

Avião tubarão da Embraer faz sucesso e causa fascínio em turnê ao redor do mundo

Mais econômico que concorrente e sem poltrona central, novo jato brasileiro ganhou manchetes mundo afora e inundou Instagram com 'visual selvagem'

A Embraer caprichou ao desenvolver o jato de passageiros mais silencioso do mundo e um dos mais econômicos de sua categoria (consome 10% menos combustível que seu concorrente direto, o Airbus A220). E o lançamento dessa joia brasileira no mercado merecia algo especial. E assim foi: o avião ganhou uma incrível pintura de tubarão e atraiu a atenção do mundo inteiro.

O avião apelidado de "Shark Profit Hunter" (ou 'tubarão caçador de lucro', em tradução livre) foi apresentado aos mercados dos Estados Unidos, da África, de países da região da Ásia-Pacífico, da China e da Europa – onde se encerrou, nessa semana, a tour mundial do E190-E2.

A aeronave, que tem capacidade para até 150 passageiros, deu as caras pela primeira vez em fevereiro, quando ainda ostentava a pintura de um tigre, em uma feira realizada em Singapura. Mas foi com a incrível pintura de tubarão feita à mão livre por um dos funcionários da Embraer, o Quintana, que a aeronave ganhou manchetes mundo afora.

"Será essa a mais incrível pintura aeronáutica da história? Esse jato está fazendo muitos olharem para cima", escreveu o tablóide britânico Daily Mail . "O mundo inteiro tem falado desse avião, cujas imagens inundaram o Instagram enquanto a aeronave percorre o mundo em uma turnê mundial", disse o australiano News.com .

Uma das principais novidades do E190-E2 é ter apenas dois assentos por fileira, o que elimina a incômoda poltrona central e "permite que os passageiros tenham uma experiência de voo agradável, com mais espaço para as pernas e para armazenamento de bagagem", conforme destaca a Embraer.

As janelas do avião também são mais largas que as de modelos semelhantes, o que torna a cabine mais clara, e os compartimentos para guardar bagagem acima das poltronas são 40% mais espaçosos.

A empresa brasileira alega que os três aviões que já somam mais de 20 mil horas de operação na Noruega registraram índice de confiabilidade de 99%. Além de ser menos 'gastão' que concorrentes, o E190-E2 também tem custo de manutenção 25% mais baixo e requer intervalos maiores para revisão. Segundo a Embraer , as melhorias feitas nesse modelo garantem 15 dias adicionais de utilização das aeronaves em um período de dez anos.

A Embraer prevê que o mercado chinês irá demandar 1.390 novos jatos nos próximos 20 anos (avaliados em USS 82 bilhões, a preços de lista). A empresa também prevê que 2.800 jatos da empresa estarão operando na Europa nos próximos 20 anos.


Criadora do ' avião tubarão' e principal fabricante mundial de jatos comerciais com até 150 assentos, a Embraer tem conversas para se fundir à americana Boeing . O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), já disse em mais de uma ocasião que deve dar sinal verde para essa operação ocorrer.

Fonte: 24 Horas News