Correio Central
Voltar Notícia publicada em 14/02/2020

Cafeicultor de Rondônia vence Concurso Nacional da Abic

Alex Marques de Lima, do município de Alto Alegre dos Parecis, ganhou o prêmio de primeiro lugar na categoria robusta/conilon.

A 16° edição do Concurso Nacional da Associação Brasileira das Indústrias de Café (Abic) reuniu produtores de café de todo o País. Rondônia também marcou presença no concurso e não ficou de fora de concorrer e conquistar mais um título. Atualmente o Estado tem cerca de 22 mil produtores de café.

Dois cafeicultores de Rondônia participaram do concurso. Alex Marques de Lima, do município de Alto Alegre dos Parecis, ganhou o prêmio de primeiro lugar na categoria robusta/conilon.

“Foi uma emoção grande quando recebi a notícia que tinha vencido o prêmio. Minha vida inteira trabalhei na roça com o meu pai plantando café, tenho 30 anos de idade e é muito bom representar Rondônia nesse concurso, que já é realizado há 15 anos”, destacou Alex Lima. “Eu concorria apenas com o café arábica e pela primeira vez concorri com o robusta/conilon e fomos vencedores. Minha família já participou de outros concursos importantes como o Concafé de Rondônia e o Cofee Of The Yer, que aconteceu em Belo Horizonte e ficamos entre os 10 melhores e agora chegamos ao primeiro colocado de um concurso muito importante no País”, continuou. cafeicultor.

De acordo com a Abic, a novidade desse ano foi a ampliação do certame: a premiação e o reconhecimento de todo o café produzido no Brasil foi acrescentado desta vez o Origens do Brasil, ao nome do concurso que divulgou a diversidade de aromas e sabores dos cafés do Brasil, em duas categorias, arábica e robusta-conilon.

PARTICIPAÇÃO

Participaram produtores de café da safra 2019 por microlotes de duas sacas de 60 Kg de cafés beneficiados, cada região poderia inscrever até três microlotes de cafés característicos da região.

As amostras de café foram avaliadas entre os dias 04 e 05 de fevereiro, por um júri técnico de especialistas em analise sensorial, o método utilizado foi o do Programa de Qualidade do Café (PQC) da Abic.

De acordo com engenheiro agrônomo e Q Robusta Grader (especialista em degustação de café robusta), Janderson Dalazen, a Família Lima do município de Alto Alegre dos Parecis é exemplo para o Estado na produção de café de qualidade, é uma das pioneiras nessa linha, desde o início das ações de promoção da qualidade do café eles são parceiros e estiveram ela é parceira e esteve entre as melhores em várias edições no concurso Concafé.

“Esse é o resultado de um trabalho feito com qualidade. Rondônia fica muito feliz com essa conquista, vai dá ainda mais visibilidade para o nosso produtor e mostrar a qualidade do nosso café”, destacou Janderson Dalazen.

O especialista Janderson ainda disse que a Abic está de parabéns com a inovação inserindo essa categoria Conilon/Robusta, no concurso nacional. “Foi um diferencial que por muitos anos apenas o arábica foi visto como um café com qualidade que se destacava nesse concurso”, disse.

Segundo o secretário da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), Evandro Padovani, este concurso é muito conhecido e conceituado no Brasil. “Rondônia mais uma vez se destaca em primeiro lugar com seu produto de qualidade. Parabenizo a família Lima por levar o nome do nosso estado no ranking de primeiro colocado. Rondônia é o terceiro maior produtor de café robusta do Brasil e o maior da região Norte, já somos conhecidos neste setor, trabalhamos firmes para aumentar ainda mais esse crescimento”, comentou Padovani.

LEILÃO

O concurso de Café da Abic é realizado através de leilão online, com o objetivo de facilitar a compra e venda do café dando mais oportunidade para os produtores comercializarem seus produtos.

No final do leilão o café robusta de Rondônia foi arrematado por R$ 1.

Texto: Antonia Lima
Fotos: Renata Silva, Daiane Mendonça e assessoria Seagri
 

Fonte: Secom - Governo de Rondônia