Correio Central
Voltar Notícia publicada em 08/04/2019

Para brasileiros, fé é mais importante que educação para mudar de vida

Para os brasileiros, o mais importante é o combate à corrupção. Já no quesito aspectos que levariam a uma melhora de vida, a “fé religiosa” ficou em primeiro.

Uma pesquisa a ONG Oxfam Brasil em conjunto com o Instituto Datafolha mostra que no ranking “Prioridades para melhoria de vida”, a fé religiosa aparece em primeiro lugar.

O levantamento, que ouviu 2.086 pessoas, questionava a percepção dos brasileiros sobre a desigualdade no país. A imensa maioria (80%) acreditam que o progresso do país está condicionado à redução da desigualdade.

Contudo, o “investimento público em assistência social” ficou em último lugar na lista de prioridades para diminuição deste índice. Intitulado “Nós e as desigualdades”, a segunda edição deste estudo pediu aos entrevistados que dessem notas para dez medidas prioritárias para a redução de desigualdades, estabelecidas pela Oxfam, organização britânica que também atua no Brasil.

Para os brasileiros, o mais importante é o combate à corrupção, que teve nota média de 9,7. Logo em seguida aparecem investimento público em saúde (9,6) e em educação (9,6). No ranking, o quesito investimento público em assistência social ficou em último, com nota 7,8.

Já no quesito aspectos que levariam a uma melhora de vida, a “fé religiosa” ficou em primeiro, com 28%. Em seguida aparecem “estudar” (21%) e “ter acesso à saúde” (19%).

Um estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica), divulgado em 2018, mostrou que o Brasil está entre os cinco países mais socialmente desiguais do mundo.

Fonte: gospelprime.com.br