Correio Central
Voltar Notícia publicada em 07/10/2019

VÍDEO: homem é atingido por tiro não letal calibre 12 em Teixeirópolis em confusão com a PM

Homem teria avançado para a viatura e PM disparou um tiro atingindo o abdômen da vítima que passou por cirurgia.

Na noite do último sábado (5) a Polícia Militar de Teixeirópolis recebeu uma chamada telefônica pelo 190 de um cidadão da cidade delatando que estava havendo perturbação do sossego causada por som automotivo em volume alto no centro da cidade.

Durante a abordagem, dois homens teriam se exaltado e avançado contra os militares e um deles, Elias Rodrigues Gomes, 41 anos, recebeu um disparo de tiro não letal calibre 12 no abdômen, foi socorrido ao hospital da cidade e encaminhado para o Hospital Municipal de Ji-Paraná onde passou por uma cirurgia.

Florisvaldo Oliveira Augusto, 36 anos, dono do veículo e Amós Ferreira de Freitas, 32 anos, que se envolveram no tumulto acabaram detidos e trazidos para a Delegacia Civil de Ouro Preto do Oeste por incitar os populares contra os policiais. Uma jovem de 19 anos figura na ocorrência como testemunha.     

Devido a aglomeração de pessoas na viatura e o ânimo exaltado de alguns, os policiais de Teixeirópolis tiveram que chamar reforço de Ouro Preto do Oeste e de Urupá para controlar a situação na rua onde ocorreram os fatos.

De acordo com o boletim policial, a Polícia Militar se deslocou até a Avenida Afonso Pena onde um veículo Palio EX, que pertence a Florisvaldo Oliveira Augusto, 36 anos, estava com som alto. Segundo a corporação, o dono do veículo teria dito que não iria desligar o som de jeito nenhum, pois estava no sei direito e ainda não era 22 horas.

Elias teria surgido por trás da viatura rapidamente e tentado intervir no procedimento policial investindo contra a guarnição, momento em que colocou em risco a abordagem policial. Temendo que ele pudesse retirar a arma do policial, e a ocorrência evoluísse para algo mais grave, o outro militar efetuou um disparo atingindo Elias no abdômen.

 O clima ficou tenso e, segundo boletim da corporação, Amós que também ingeria bebida alcoólica no local teria desacatado e feito ameaças aos militares e dito palavras de baixo calão, tipo “bando de policiais vagabundos, vermes do governo”, e incitado as pessoas contra a viatura, sendo necessário outro disparo não letal, dessa vez para o alto.

VEJA VÍDEO QUE CIRCULA NAS REDES SOCIAIS DE WHATSAPP

Em seu depoimento, o dono do carro que já foi autuado na cidade pelo artigo 228 do CTB (Usar no veículo equipamento com som em volume ou frequência não permitida pelo Contran) declarou que não sabia por que foi conduzido para o quartel da PM, e que não se lembrava se o som do seu veículo estava alto.

Já a testemunha, de 19 anos, disse que o disparo contra seu amigo foi desnecessário, pois ele não tinha a intenção de desacatar os policiais. Há vídeos em que uma jovem e um homem repetem para os policiais que eles vão “pagar” por isso. As cenas da confusão foram gravadas pelos militares e servirão de prova no registro policial.  

A Polícia Militar informou que o disparo de arma calibre 12 não letal foi necessário em razão de as pessoas envolvidas terem investido contra a viatura, o que poderia colocar em risco a integridade física dos militares.

PMs QUASE FORAM LINCHADOS HÁ 2 ANOS

No final de março do ano de 2017, dois policiais militares foram atender uma ocorrência numa festa que ocorria na cidade de Teixeirópolis e sofreram o enfrentamento de várias pessoas, um indivíduo se aproveitou e furtou a espingarda de dentro da viatura, e até o presidente da Câmara de Vereadores à época se envolveu na confusão generalizada, que ficou caracterizada como uma tentativa de linchamento de dois policiais militares lotados no subgrupamento da cidade.

 Em uma ação semanas depois, a Polícia Civil e a Polícia Militar cumpriram mandados de busca na cidade e detiveram seis homens envolvidos na briga. Eles não ficaram presos, as prisões foram substituídas por cautelares e todos os envolvidos tiveram que tornozeleiras eletrônicas.  

Tumulto aconteceu na Avenida Afonso Pena, a principal da cidade..

Fonte: www.correiocentral.com.br