Correio Central
Voltar Notícia publicada em 15/05/2018

Polícia alerta população na região de Ouro Preto do Oeste para alto índice de golpes e estelionatos

Delegado alerta para novo golpe da multa enviada pelo e-mail e da cobrança de boletos falsos a empresas

A Delegacia de Polícia de Ouro Preto do Oeste, que absorve ocorrências policiais também dos municípios de Nova União, Vale do Paraíso, Teixeirópolis e dos distritos de Rondominas e Santa Rosa, registra um alto índices de ocorrências de vítimas de estelionatos, que vão desde a entrega da chave e documento do automóvel por um comprovante de depósito de um envelope, aos golpes da cobiça pelo lucro fácil e de prêmios inexistentes.

O delegado Niki Alves Locatelli relacionou ao menos sete tipos de golpes que ocorrem na região, e alertou para os novos golpes que estão surgindo, como de multas de trânsito e cobranças diversas que são enviadas pela internet, em situação onde os golpistas utilizam de estratégias e muita lábia que enganam muitas pessoas desatentas.

Pela internet, pessoas estão contabilizando prejuízos por fazer negócios em aplicativos de compra e venda de automóvel, moto, e até de imóvel e terreno em situação onde a vítima fecha o negócio e efetua depósito antecipado, sem checar a veracidade da outra parte da transação em questão. 

Ao índice crescente de ocorrências também somam a essa relação golpes por telefone que afetam psicologicamente as vítimas, como o do falso sequestro que é aplicado em pessoas de mais idade, o golpe do falso parente precisando de ajuda na estrada e o do falso sobrinho, entre outros.

Há ainda, com muita frequência, o manjado golpe de no final as vítimas efetuarem crédito de operadoras de telefone para marginais em presídios, acreditando que vai ganhar um prêmio.

Nesse contexto, de os golpistas se aperfeiçoarem nas redes sociais, comerciantes que não ficarem atentos podem cair no golpe do falso boleto de pagamentos de altos valores, e o de pagar falsos boletos de operadores de lista telefônica.

Em Ouro Preto, já houve o registro de uma vítima que adquiriu um terreno num residencial novo da cidade apenas olhando a foto tirada pelo estelionatário, que morava em Porto Velho. O golpista conseguiu convencer a vítima a depositar quase R$ 20 mil. Felizmente, este caso a polícia localizou o infrator e ele foi preso.

Na semana passada, uma adolescente com 16 anos, vislumbrada em possuir um iPhone sofisticado, fez contato com um rapaz que dizia morar em Nova União e aceitaria o celular usado da garota recebendo apenas R$ 200,00 na troca. O golpista mandou fotos do aparelho e até documento de identidade com foto.

A garota acreditou e depositou o valor combinado numa conta corrente da Caixa, sem observar que a agência fica numa cidade do interior da Bahia.

Na cidade, há pessoas em filas de banco que ainda caem no golpe onde pilantras simulam deixar cair cheque ou documento, prometem recompensa e acabam roubando algum pertence da vítima.

 

Fonte: www.correiocentral.com.br