Correio Central
Voltar Notícia publicada em 13/12/2017

PM é preso em Buritis acusado de praticar homicídio a serviço de pistolagem para grileiro de Reservas

O PM Eduardo Ciriaco é acusado de cometer ao menos um homicídio para grileiro de terras que age na região

O soldado da Polícia Militar de Rondônia Eduardo Ciriaco Gomes, lotado na 4ª Companhia do 7º Batalhão de Polícia Militar de Buritis, foi preso na manhã desta quarta-feira (13) na Operação Brocas, sob a acusação de ter cometido ao menos um homicídio, que teria sido praticado a mando de exploradores de Reservas ambientais (Resexs) que agem na região.

O PM, que faz parte da turma de 2012, foi preso na Operação “Brocas”, ação integrada que está sendo realizada pela Polícia Civil com o Batalhão de Polícia Ambiental e a Secretaria de Desenvolvimento Ambiental (SEDAM), e combate criminosos ambientais que estão fomentando o desmatamento, a exploração ilegal de madeiras e a ocupação ilegal da Reserva Extrativista Jaci-Paraná e no Parque Estadual Guajará-Mirim.

A Operação Broca, que está na 3ª fase e é desdobramento das Operações “Terra Prometida” e “Rota Invertida”, ontem foram cumpridos quatro prisões em flagrante em flagrante e hoje foram cumpridos quatro Mandados de Busca e Apreensão e de Prisão, quatro tratores foram apreendidos, além de vários bens nas áreas de reserva e com investigados.

A investigação da Polícia Judiciária em Buritis é conduzida pelos delegados Julio Cesar de Souza Ferreira e Roberto dos Santos da Silva, titulares da DPC em Ouro Preto do Oeste, na região Central; eles compõem a Força Tarefa de combate a crimes ambientais da Sedam há quase três meses.

O Secretário de Estado de Desenvolvimento Ambiental, Vilson Machado de Salles, e o PM Tenente Sindey, da Polícia Ambiental, participam efetivamente da Operação.  

De acordo com o delegado Julio Cesar de Souza Ferreira, o trabalho da Força Tarefa vai continuar até que todas as células do grupo criminoso que age na região sejam identificadas e eliminadas. “Conseguimos localizar outros indivíduos que faziam parte da organização criminosa que desmatavam as resexs, cumprimos vários mandados de prisão temporária e preventiva e a investigação continua”, finalizou.

DELEGADOS ROBERTO DOS SANTOS E JULIO CESAR DE SOUZA FERREIRA

FORÇA TAREFA EM BURITIS TEM COMBATIDO AS ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS QUE FOMENTA CRIME AMBIENTAL

           

 

 

Fonte: www.correiocentral.com.br