Correio Central
Voltar Notícia publicada em 03/08/2018

Ouro Preto: Júri absolve homem de tentativa de homicídio contra Lalaco, morto em abril na Fazenda Trianon

Tentativa de homicídio em 2016 contra José Henrique foi desqualificada. Lalaco acabou assassinado no dia 3 de abril.

O Juizado Criminal do Fórum desembargador Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes em Ouro Preto do Oeste reuniu na terça-feira (31) o Conselho de Sentença para o julgamento de José Henrique Alves Pereira, pela tentativa de homicídio contra Edemar Rodrigues da Silva, o “Lalaco”, ou “Galego”, que liderava a invasão da Fazenda Trianon, e foi morto em uma emboscada na tarde do dia 3 de abril deste ano.

Essa tentativa de homicídio à qual o acusado foi julgado aconteceu na madrugada de 18 de dezembro de 2016, por volta das 01h30min, na avenida Governador Jorge Teixeira, no "Bar do Zé Trovão".

Segunda a denúncia, o acusado com livre, consciente e manifesta vontade de matar, utilizando para tanto um canivete em inox, sem marca aparente, com lâmina medindo aproximadamente 09 cm, tentou matar a vítima Edemar Rodrigues da Silva, que foi socorrido imediatamente e encaminhado ao HM e depois para o hospital público de Cacoal.

Conforme restou apurado, no dia dos fatos, o acusado iniciou uma discussão com Eduardo, filho da vítima Edemar, onde proferia-lhe palavras homofóbicas, momento em que ambos entraram em luta corporal, na oportunidade a vítima Edemar tentou apartar a briga, quando foi golpeada pelo acusado.

De acordo com Inquérito Policial o denunciado, valendo-se da ausência momentânea da vítima, aproximou da mesa em que Eduardo estava e, quando de seu retorno, o impediu de sentar.

Além disso passou a proferir xingamentos em desfavor de Eduardo, tais como: "viado" e "bicha", razão pela qual os dois entraram em luta corporal. Na tentativa de apaziguar a briga entre o acusado e seu filho Eduardo, a vítima entrou na confusão e foi atingida pelo golpe de canivete desferido pelo denunciado.

Ato contínuo, a Polícia Militar foi acionada e, após empreender diligências e averiguar a veracidade dos fatos, logrou êxito em realizar a prisão em flagrante delito do acusado, tendo sido encaminhado à Autoridade Policial para as providências cabíveis.

A defesa, por sua vez, representada pelo advogado Antônio Zenildo Tavares Lopes, pugnou pela absolvição sumária do acusado, conforme prevê o artigo 415, inciso IV, do Código de Processo Penal, em face de ter pautado sua conduta sob o manto da legítima defesa própria, e requereu a desclassificação do delito de tentativa de homicídio para lesões corporais leves,

A maioria dos jurados decidiu que José Henrique devia ser absolvido da imputação que lhe é atribuída na denúncia.

Lalaco foi golpeado no bar do Zé Trovão e escapou da morte. Em abril, ele foi cruelmente assassinado na Trianon

 

Fonte: www.correiocentral.com.br