Correio Central
Voltar Notícia publicada em 17/04/2017

Mulher de 23 anos conduzindo uma BIZ cai em buraco da BR-364, perto da ponte do Rio Boa Vista, e sofre lesão cerebral

Maria Andrade seguia com destino a Urupá, mas perdeu o controle da motoneta e sofreu uma queda na pista da rodovia federal

Por causa de um buraco, uma jovem de 23 anos sofreu um grave acidente na BR-364 na noite desta segunda-feira (17) na pista da rodovia federal em uma motoneta Honda BIZ, a poucos metros da ponte sobre o Rio Boa Vista, quando trafegava sentido ao travessão de acesso aos municípios de Teixeirópolis e Urupá, e documentos encontrados na bolsa da vítima revelam que ela é deficiente física.

Maria Andrade da S. de Souza, que mora na rua Leonardo Sloboda, em Urupá, estava perto de chegar ao trevo de acesso a RO-473 (Linha 31), que acessa a BR-364 a Teixeirópolis e Urupá, e a motoneta Honda BIZ (placa NBV-3421) que ela conduzia caiu numa cratera aberta na curva, a menos de 100 metros da ponto sobre o Rio Boa Vista.

Transeuntes e vários universitários que trafegavam pela BR-364 no trecho entre Ji-Paraná e Ouro Preto do Oeste acionaram o Corpo de Bombeiros que chegou rápido e socorreu a vítima do acidente ao Hospital Municipal Dra Laura Maria Carvalho Braga. “Nos vimos quando ela perdeu o controle ao cair no buraco, e quase uma carreta passa por cima dela”, contou uma testemunha que vinha logo atrás da condutora da motoneta.

O médico André Paulino, plantonista do HM de Ouro Preto, e sua equipe, realizaram os procedimentos necessários na vítima que estava em estado de convulsão, aplicaram uma sonda na paciente; e ele solicitou a regulação e a transferência de Maria Andrade para o Hospital de Urgência e Emergência Regional de Cacoal (Heuro), de Cacoal, ou para Porto Velho, ao Hospital João Paulo II, devido à gravidade do estado de saúde dela. "Quando a pupila dilata, significa que o paciente apresenta um quadro de lesão no cérebro que pode evoluir e temos que encaminha-la", explicou o médico.

Os buracos que se formaram em determinados trechos da pista da rodovia federal entre Ji-Paraná e Ouro Preto do Oeste tem causado riscos constantes no trecho entre os dois municípios, que é de 40 quilômetros. O DNIT providenciou serviço paliativo em alguns buracos, mas outras crateras surgem toda semana devido ao intenso fluxo de veículos.

O TRECHO ENTRE JI-PARANÁ E OURO PRETO OFEERCE RISCOS PARA QUEM TRAFEGA DE MOTO

 

 

 

 

Fonte: www.correiocentral.com.br - fotos Edmilson Rodrigues