Correio Central
Voltar Notícia publicada em 03/11/2017

Infarto fulminante mata apenado na Casa de Detenção de Ouro Preto do Oeste

José Carlos de Andrade tinha 54 anos, e estava preso desde dezembro de 2015, por crimes dos artigos 155 e 157 - furto e roubo

No feriado do Dia de Finados foi registrado na Casa de Detenção de Ouro Preto do Oeste o falecimento do apenado José Carlos de Andrade, que tinha 54 anos, e morreu vítima de um infarto fulminante. O detento ainda foi socorrido ao Hospital Municipal Dra. Laura Maria Carvalho Braga, mas já chegou morto.

Segundo um dos agentes penitenciários que estava de plantão no feriado, os presos do albergue escutaram um barulho de queda no banheiro e ao constatarem que era José Carlos acionaram os agentes, o detento foi levado ao HM, mas estava com a pele ‘azulada’ devido a parada cardíaca que sofreu.  

O corpo do apenado que residia no Jardim Bandeirantes foi liberado para a funerária da Associação Passport, e sepultado na manhã desta sexta-feira. José Carlos de Andrade, que era chamado de “Coroa”, cumpria pena no regime semiaberto pelos artigos 155 e 157 (furto e roubo) esteve de licença por sete dias, e havia retornado à Casa de Detenção havia dois dias.

No dia que José Carlos retornou para a Casa de Detenção ele já estava passando mal reclamando de dor no peito, apresentando quadro de pressão alta, e chegou a ser levado ao HM três vezes para controlar a pressão arterial. Comentários de colegas de albergue dão conta que José Carlos teria se aborrecido e tido uma discussão com um parente e voltou para a Casa de Detenção em estado crítico.

José Carlos foi preso em dezembro de 2015 juntamente com Jeferson Batista de Souza, o “Zoi”, acusados de praticar dois roubos a mão armada de motocicletas, um veículo Honda CG 125 Fan foi roubado no travessão da 20 da RO-470 (linha 81) e uma motoneta Honda Biz 125 ES, ano 2014, na rua João Paulo I com a Euta Almerinda.

José Carlos era um dos pacientes da Casa de Detenção que mais frequentava a sala de enfermagem do presídio porque apresentava problemas cardíacos, sofria de pressão alta, não cumpria dietas e fumava demasiadamente.

 

 

 

Fonte: www.correiocentral.com.br