Correio Central
Voltar Notícia publicada em 25/05/2018

Homens tentam incendiar ponte rural de Ouro Preto; em áudio homem ameaça parar caminhão de leite e com gado

Caminhões do Laticínio em número reduzido chegaram hoje pela manhã, mas não há garantias a partir de amanhã.

A Polícia Militar de Ouro Preto do Oeste impediu que ateassem fogo em uma ponte na Linha 04 da RO-470, ao flagrar três homens, que queriam com o ato impedir que caminhões que tentam chegar a cidades fora da BR-364 com mercadorias, veículos de transporte de leite e de gado utilizem a via rural.  

Uma árvore também foi derrubada na madrugada próximo à ponte para impedir as pessoas de transitarem. Moradores das imediações apagaram o fogo e retiraram a árvore, e a PM foi acionada. Os suspeitos de atear fogo não são caminhoneiros. 

Segundo a ocorrência da PM, um dos homens tinha as mãos e o tênis encharcado de óleo diesel, embora ele tenha negado o fogo já estava começando a queimar foi apagado. Como não havia provas contra os indivíduos que estavam à beira da ponte, eles foram liberados.

Um áudio está circulando no aplicativo de whatsapp onde um homem ameaça que caso seja flagrado nas estradas rurais caminhões transportando leite serão parados, e no caso de caminhão boiadeiro o gado será descarregado na estrada, e os pneus dos veículos serão murchados.

Num trecho o homem diz: “uma coisa eu vou falar pra vocês: acesso de boiadeiro, leiteiro pelos travessões aqui, pela região de Ouro Preto já vamos avisar logo que se for pego rodando vamos murchar os pneus, entendeu. Não vamos tomar medidas drástica não, o leite vai ficar dentro do caminhão e aí vocês vão ter que resolver com o laticínio. Estamos avisando agora pra ninguém querer meter a cara não...”.  

Para os motoristas de caminhão com gaiola boiadeiro o recado é mais direto: “Outra coisa, aos boiadeiros: estamos sabendo que vocês tão cortando por aqui também, vamos pegar vocês e vamos soltar o gado”.

A reportagem do site Correio Central conferiu nesta manhã no Laticínio Três Marias que os caminhões coletores de leite, em número reduzido, que saíram ontem retornaram para descarregar na indústria. No entanto, na região de Alvorada e Urupá os caminhões suspenderam a coleta temendo represália.

O delegado Niki Alves Locatelli, informou que a Polícia Civil teve acesso ao áudio e adianta que não será permitido a prática de vandalismo, e caso alguém seja flagrado tentando praticar atentados contra cidadãos responderá na forma da lei.

 

 

Fonte: www.correiocentral.com.br - fotos Edmilson Rodrigues