Correio Central
Voltar Notícia publicada em 28/06/2016

Homem agride enteada de 13 anos a paulada por ela aplicar hidratante no cabelo

O Homem começou a dar socos na mulher e a desferir golpes de cabo de vassoura nela, a menina vendo a mãe apanhar pegou um celular para ligar para a PM levou uma paulada nas costas.

Quando a violência doméstica impera em um lar qualquer atitude da vítima é motivo para gestos de arrogância e prepotência, seguido de agressão verbal, física e ameaça velada.


A Delegacia de Polícia Civil de Ouro Preto do Oeste registrou na tarde de domingo agressões doméstica sofrida por uma mulher de 31 anos e sua filha, de 13, anos, a violência foi praticada pelo padrasto da menina, de 32 anos, a família reside no travessão 24, zona rural do município de Teixeirópolis. O agressor chegou em casa por volta de 16h40min, e começou a discutir com a menor porque ela estava aplicando um creme de hidratação no cabelo.


A mãe da menina tentou intervir na discussão e foi empurrada pelo marido que a empurrou contra a parede, deu-lhe vários socos, se apossou de um cabo de vassoura e desferiu golpes no corpo da companheira. A adolescente vendo a mãe apanhar pegou um celular e começou a digitar para a Polícia Militar de Teixeirópolis, tendo o padrasto investido contra a menina que saiu correndo para o quintal. O padrasto não conseguiu alcançar à adolescente e arremessou contra ela um pedaço de pau atingindo-a nas costas.  A menina, mesmo sentindo dores conseguiu correr e se escondeu na casa de vizinhos.


A Polícia Militar chegou ao local dos fatos, e conduziu até a delegacia de Ouro Preto a mãe com escoriações na face, do lado direito do rosto e no braço e a filha com escoriações nas costas. Na DP, a mulher admitiu que já apanhou do marido em outras ocasiões, e após prestar depoimento não quis representar criminalmente contra o companheiro violento, e sem a representação ele ficará impune.

 

Autor: Edmilson Rodrigues

Imagem: ilustrativa