Correio Central
Voltar Notícia publicada em 06/06/2019

Funcionário da Emater é assassinado em Ouro Preto do Oeste na rua Guaporé

Paulo Sérgio de Almeida, 43 anos, foi assassinado a golpes de canivete no pescoço e apresenta hematomas de golpes pelo corpo.

A polícia de Ouro Preto do Oeste registrou um homicídio na madrugada desta quinta-feira (06), a vítima é um homem de 43 anos funcionário da Emater, ele foi assassinado na Avenida Guaporé quase na esquina com a Rua Getúlio Vargas, entre o Jardim Novo Estado e o Conjunto Ouro Preto.  

A vítima identificada por Paulo Sérgio de Almeida sofreu vários golpes de canivete na altura do pescoço e apresenta hematomas, provavelmente desferidos por golpes de pauladas. O homicídio ocorreu por volta de 4 horas, segundo policiais militares que foram acionados ao local do crime.

O Corpo de Bombeiros foi acionado no local, Paulo Sérgio ainda tinha sinais de vida e foi socorrido ao Hospital Municipal Dra. Laura Maria Carvalho Braga, mas faleceu momentos depois.

No local do crime, ficaram a camisa e um boné da vítima em meio a uma poça de sangue. Moradores próximos do local disseram não ter ouvido nenhum barulho anormal durante a madrugada, e que só acordaram com os gritos de desespero da vítima no meio da rua.

O corpo havia sido removido do local antes da chegada dos Bombeiros na tentativa de acudir a vítima, a PM ainda preserva o local aguardando a chegada da equipe da Polícia Técnico—Científica (Politec) da Polícia Civil de Ji-Paraná.

Policiais militares apuraram que Paulo Sérgio estava de carona em uma motocicleta, inclusive ele e o condutor deste veículo foram abordados na noite anterior ao assassinato.

Paulo Sérgio foi morto no meio da rua na rua Guaporé quase na esquina com a Getúlio Vargas 

A notícia do assassinato de Paulo Sérgio pegou de surpresa os servidores da Emater e do Centro de Treinamento (Centrer) onde ele era lotado.

Esta semana Paulo Sérgio estava trabalhando no escritório da Emater localizado na Rua dos Seringueiros, auxiliando numa reforma elétrica do prédio e sua ausência foi sentida pelos colegas de trabalho.

O escritório da Emater e a equipe do Centrer emitiram nota lamentando a morte violenta de Paulo Sérgio que era tido com um funcionário trabalhador.

O local onde ele foi morto fica próximo de locais suspeitos de comercializar entorpecente. O delegado Niki Alves Locatelli informou que uma equipe do Serviço de Investigação e Captura (Sevic) foi deslocada para investigar o assassinato.

Funcionáario era aguardado no escritório da Emater em Ouro Preto hoje pela manhã e não apareceu

 

 

Fonte: www.correiocentral.com.br