Correio Central
Voltar Notícia publicada em 02/08/2018

Dois assaltos à mão armada são registrados em Ouro Preto do Oeste na cidade e na área rural

Uma professora foi seguida do banco e do mercado até a sua casa, e um produtor foi rendido na porteira do sítio.

A Polícia Civil de Ouro Preto do Oeste investiga dois assaltos à mão armada e desconfia que, provavelmente, os dois roubos tenham sido praticados pela mesma dupla de criminosos que vieram de outra cidade.

Havia quase um mês que a polícia local não registrada roubo à mão armada.

Uma das vítimas é uma funcionária pública de 38 anos que foi seguida após sair do banco e de um mercado da cidade e surpreendida na área urbana da cidade a hora que chegava em sua casa.

A outra vítima é um homem também com 38 anos, ele foi abordado no Km 01 da RO-473 (Linha 31) sentido a Teixeirópolis, no momento que saia do sitio.

A primeira vítima foi abordada pelos ladrões no portão de casa no momento que descarregava mercadorias do seu carro. Um dos ladrões se aproximou dela e de arma em punho anunciou o assalto e pediu a carteira da vítima.

A mulher resistiu no início dizendo que não estava com a carteira, mas o bandido revelou que a seguia desde quando ela passou no banco e esteve no mercado.

A vítima entregou a carteira contendo três cartões bancários (CAIXA, Cruzeiro do Sul e Banco do Brasil), a quantia de R$ 1.360,00 e um cheque no valor de 764,00 em seu nome.   

A segunda vítima estava fechando a porteira de sua propriedade quando foi abordada pela dupla, e como estava sem o celular entregou apenas a quantia de R$ 200,00 que tinha no bolso.

O delegado Niki Alves Locatelli infirmou que o Serviço de Investigação (Sevic) trabalha no caso, e há suspeita que os criminosos sejam de Ji-Paraná e de Urupá.

   

 

 

 

Fonte: www.correiocentral.com.br