Correio Central
Voltar Notícia publicada em 18/09/2017

Casal é morto a tiros em casa após voltar de igreja em Goiânia

Jovem foi assassinado dentro da residência; a mulher tentou correr, mas foi atingida na calçada.

casal Camila Edna Silveira de Oliveira, de 28 Anos, e Mário Silva de Moura, de 26, foi morto a tiros na noite de domingo (17) no Residencial Primavera, em Goiânia (GO). Segundo a Polícia Civil, os dois foram assassinados logo depois de voltar da igreja.

O caso ocorreu por volta das 23h. Testemunhas disseram à polícia que um homem os chamou no portão, entrou e cometeu o crime. Mário foi baleado dentro de casa. Já Camila tentou escapar, mas foi atingida quando estava na calçada.

O delegado Dannilo Proto, da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), esteve no local para colher as primeiras informações. Ele disse que o casal não tinha antecedentes criminais. Até o momento, foram traçadas duas linhas de investigação.

"Um homem, supostamente conhecido do casal, entrou na casa. Eles conversaram por alguns minutos e houve os disparos. Inicialmente, trabalhamos com as hipóteses de crime passional ou acerto de contas", informou o delegado ao G1.

Testemunhas disseram que o autor dos disparos fugiu com uma mulher em um carro branco que estava estacionado na porta da residência das vítimas. “Saiu de marcha ré em um carro, um [Volkswagen] Jetta branco. É um casal”, disse uma vizinha que preferiu não se identificar.

Ela contou ainda que o casal morava no local há cerca de dois meses: “Ela trabalhava de contadora. Ele, em uma farmácia. É menino de caminhada de igreja. Eles acabaram de comprar essa casa, reformaram ela. Estavam muito felizes”.

Parentes informaram ao G1 que Camila era natural de Estreito (MA). Já Mário nasceu em Palmeiras do Tocantins. Ainda conforme a família, o casal namorava há 10 anos e morava junto. Eles estavam noivos e pretendiam se casar no fim do ano.

Os corpos foram levados ao Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia. Eles já passaram por perícia, mas até as 12h desta segunda-feira (18) ainda não haviam sido retirados do local.

O velório está previsto para ocorrer em uma igreja do Setor Vera Cruz.

Por Paula Resende e Sílvio Túlio, G1 GO

Fonte: G1 GO