Correio Central
Voltar Notícia publicada em 11/12/2017

Prefeito de Ouro Preto anuncia o 13º, salários de dezembro no dia 20 e Plano de Carreira dos servidores

Salário de dezembro, décimo terceiro, repasse a aposentados e pensionistas injetam mais de R$ 4 milhões na economia local

A prefeitura da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste iniciou na última sexta-feira a transferência dos valores do 13º salário para os servidores do quadro municipal, e de acordo com a Secretaria de Fazenda no dia 20 começa a ser depositado o vencimento de dezembro de todos os servidores.

O governo municipal vai injetar na economia local em dezembro R$ 3,75 milhões. A folha de pagamentos da administração gira em torno de R$ 3 milhões e os valores do décimo terceiro salário distribui até a próxima quarta-feira R$ 750 mil.

A essa soma, acrescenta-se os vencimentos pagos aos 45 servidores da Câmara Municipal, e mais em torno de R$ 450 mil do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais – IPSM, pago aos aposentados e pensionistas.

Plano de Carreira

De acordo com o prefeito Vagno Gonçalves Barros, o “Vagno Panisoly” (PSDC), anunciou que antes do começo do recesso do Poder Legislativo o Poder executivo pretende enviar para a Câmara Municipal o projeto de Lei do Plano de Carreira para os trabalhadores públicos municipais. 

Segundo Panisoly, esse Plano de Carreira para o funcionário público a prefeitura começou a elaborar há uns cinco meses para valorizar os trabalhadores e corrigir déficit salarial de servidores mais antigos que foram prejudicados ao longo dos anos, e encontram dificuldade na hora que eles precisam se aposentar.

A previsão da administração é de que essa semana o Projeto seja enviado para a Câmara. “Vamos colocar os últimos ajustes e analisar o impacto financeiro. Na segunda-feira (hoje) vamos nos reunir com a comissão mista de servidores, na quarta-feira vamos fazer uma reunião geral com todos os trabalhadores da prefeitura para apresentar o plano, e na sexta-feira pretendemos enviar para a Câmara”, garante o prefeito.

Para o prefeito, as dificuldades a serem vencidas são divergências salariais que há no quadro municipal onde muitos servidores são prejudicados, e a questão dos trabalhadores que já passou da hora de aposentar, não conseguem mais trabalhar, mas estão prejudicados pelo salário base que ganham.

Vagno Panisoly avalia que o Plano de Carreira é muito positivo para a administração e está confiante que o Poder Legislativo vai priorizar na pauta de votação. “Acredito que não haverá rejeição por parte dos vereadores, pois o plano é aguardado pelos servidores há mais de 12 anos”, finalizou.

       

 

 

Fonte: www.correiocentral.com.br - fotos: Edmilson Rodrigues