Correio Central
Voltar Notícia publicada em 23/01/2019

Ouro Preto: titular da SEJUCEL se reúne com esportistas e propõe o fim do imediatismo, e planejamento

Novo secretário não prometeu solucionar os problemas de uma hora pra outra e pregou o planejamento antecipado das ações.

Jobson Bandeira, novo superintendente da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (SEJUCEL) visitou a Estância Turística de Ouro Preto do Oeste na manhã de terça-feira e participou de uma reunião com e promotores de esporte e cultura da cidade.

A reunião ocorreu no Ginásio de Esportes Agmar de Souza Gomes, foi organizada pelo secretário executivo regional (SER) do governo estadual Marcos Antonio Marques, o Marcos Sucão, e contou com a participação do capitão BM Moacyr de Paula, comandante do 2º Grupamento do Corpo de Bombeiros e o professor Dalmo Alberto dos Santos, novo administrador do complexo esportivo.  

Sem promessas de solucionar todas as demandas dos promotores de esporte amador ou de cultura, o titular da SEJUCEL pediu prazo para que o novo governo exerça os primeiros 100 dias de gestão e conclua os projetos elencados pelo governo anterior; ele pregou o fim do imediatismo nos projetos esportivos e culturais amadores e o planejamento a curto e longo prazo, com a devida a elaboração de projetos da parte beneficiada, a fim de que o recurso de fato seja liberado.

Jobson Bandeira criticou a estrutura atual da SEJUCEL e o estado de abandono em alguns complexos esportivos estaduais localizados no interior do estado, e disse que do modo que está não há como atender as inúmeras reivindicações imediatamente.

“Eu nunca vi uma secretaria que não tem almoxarifado. Hoje se você pedir uma lâmpada (para reposição em ginásios) eu não tenho”, exemplificou Jobson Bandeira, a falta de estrutura da SEJUCEL.

Os esportistas Zé Corintiano, da escolinha de futebol do Projeto Gol de letra, e Marcelo Andrade dos Santos, o “Barriga”, prospector da atividade de handebol na região, questionaram o secretário como será no novo governo a formula de apoio logístico e de material esportivo ao esporte amador, que predomina na maioria das regiões do estado.

Jobson Bandeira disse que, em visita a uma das oficinas de trabalho de apenados da Justiça em processo de trabalho com redução de pena que confeccionam bolas e redes de futebol, identificou um modelo que pode ser a solução para essas questões desde que seja ampliado.

Por fim, o titular da SEJUCEL afirmou que, no caso de Ouro Preto do Oeste, é necessário elaborar projetos de cunho esportivo e cultural, e o meio de canalizar o recurso será o de recorrer aos deputados estaduais que têm a prerrogativa de apresentar emendas parlamentares de repasse de convênios.

Ao fim da reunião, o esportista Marcelo Barriga que cobrou apoio para que os promotores de esporte que atuam na cidade possam continuar treinando crianças e adolescentes, comentou a respeito do encontro com o secretário da SEJUCEL e elogiou a sinceridade do representante do governo.

“O que eu gostei foi ele ter sido claro e dizer que não tem nada, que tudo vai precisar ser planejado e que temos de acabar com o imediatismo. A gente não quer mais ficar mendigando ajuda na cidade, fazendo rifinhas, feijoadas e outras ações para conseguir bola, colete, rede e outras necessidades para continuar treinando crianças e jovens”, pontuou Barriga.     


Fonte: www.correiocentral.com.br - fotos Edmilson Rodrigues