Correio Central
Voltar Notícia publicada em 17/07/2017

Ministério Público vai investigar a qualidade da obra da Praça do Parque do Bosque de Ouro Preto do Oeste

Após a inauguração da praça, um adolescente sofreu fratura exposta em uma perna, uma criança quebrou um braço

O Ministério Público, através da Promotoria de Justiça, abriu procedimento na última segunda-feira (17) para exigir da prefeitura da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste e do Corpo de Bombeiros providências que garantam segurança dos frequentadores da Praça do Parque do Bosque Adelino Morais, tendo em vista o desabamento de parte de uma estrutura do local.

O procedimento foi instaurado pelo Promotor de Justiça Evandro de Araújo Oliveira, e a Promotoria vai investigar ainda responsabilidades quanto a qualidade da obra orçada em R$ 4,3 milhões, inaugurada oficialmente no dia 21 de dezembro de 2015 pelo governador Confúcio Moura e o ex-prefeito Alex Testoni. O projeto da praça foi concebido pelo Gabinete regional do ex-deputado estadual Jacques Testoni em conjunto com o Departamento de Obras (Deosp), e a obra foi executada por uma empresa da Capital.  

Os incidentes que indicam haver falta de qualidade no material utilizado na construção da praça construída dentro do Bosque Municipal se multiplicam desde a data da inauguração. Já ocorreram vários acidentes com crianças no playground, uma das vítimas sofreu quebradura em um braço, e o local chegou a ser interditado pelo Corpo de Bombeiros no ano passado.

O mais grave dos acidentes registrados no local, ocorreu no dia 20 de janeiro do ano passado, quando uma coluna de tijolos à vista que servia de base de sustentação de placas de indicação do espaço público desabou sobre uma adolescente de 16 anos, causando fratura exposta na perna esquerda da vítima.

O prefeito Vagno Gonçalves Barros “Panisoly” (PSDC) informou que a administração tem tomado medidas para impedir acidentes no local, e no último caso de uma coluna que apresentou rachaduras, foi enviado ao Parque do Bosque um caminhão munck da Seminfra que colocou a estrutura no chão.

“Nós temos feito nossa parte, pois temos a preocupação com a segurança dos frequentadores da praça do Bosque. A empresa que construiu a praça tem que realizar os reparos necessários no local durante cinco anos após entregar a obra, e depois que tivermos um laudo de engenheiros da prefeitura vamos acionar os responsáveis, caso seja necessário”, assegurou o prefeito.

A PRAÇA FOI CONSTRUÍDA DENTRO DO BOSQUE MUNICIPAL DE OURO PRETO 

UMA COLUNA COM PLACA DA OBRA CAIU SOBRE UMA ADOLESCENTE EM JANEIRO DE 2016

PILAR CAIU DOIS MESES APÓS A INAUGURAÇÃO DA PRAÇA DO BOSQUE MUNICIPAL

 

 

 

 

 

Fonte: www.correiocentral.com.br