Correio Central
Voltar Notícia publicada em 28/06/2017

Juiz Criminal Haruo Muzusaki preside o último Júri Popular na Comarca de Ouro Preto do Oeste

Haruo Mizusaki, entre a defensora Silmara Borghelot e o promotor Tiago Cadore; o juiz vai para 1ª Vara Cível da Comarca de Ji-Paraná

O Júri Popular da última terça-feira (27/06), do julgamento que condenou Diego Pereira e Luana Braz da Silva por crime de homicídio qualificado foi o último trabalho no juiz Haruo Mizusaki à frente da Vara Criminal do Fórum da Comarca de Ouro Preto do Oeste, e como juiz Corregedor da Casa de Detenção.

Após mais de 12 anos atuando na área criminal da Comarca de Ouro Preto do Oeste, a Portaria que transfere o Magistrado para a 1ª Vara Cível da Comarca de Ji-Paraná foi publicada na data de ontem, pelo Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia (TJ/RO).

Haruo Mizusaki seria nesta quinta-feira (29) o presidente do Júri no julgamento inédito de Sandro Fontes Costa, conhecido por “Rato”, de 25 anos, que matou a sua mulher Vanessa Cardoso com dois golpes de faca na noite de 17 de janeiro deste ano, na cidade de Mirante da Serra, e vai ser julgado por feminicídio.

Haruo Mizusaki será substituído no Júri por outro Magistrado, cujo nome ainda não foi divulgado. “Minha passagem aqui por Ouro Preto se encerra no dia de hoje, eu agradeço aí a todos, ao (promotor) doutor Tiago Cadore, a (defensora) doutora Silmara”, disse o juiz, após ler a Sentença de Diego e Luana, anunciando sua partida.

O juiz fez um breve agradecimento as pessoas com quem conviveu ao longo de mais de uma década na Comarca de Ouro Preto, em especial aos serventuários da Justiça, dizendo que sem equipe o Magistrado é ninguém.  

A Portaria de transferência do juiz Haruo é o Ato nº 823/2017, assinado pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, Desembargador Sansão Batista Saldanha de “PROMOVER, pelo critério de ANTIGUIDADE, o juiz HARUO MIZUSAKI, titular da 1ª Vara Criminal da Comarca de Ouro Preto do Oeste, 2ª Entrância, para o cargo de Juiz de Direito da 1ª Vara Cível da Comarca de Ji-Paraná, 3ª Entrância”.

Com a transferência do juiz Haruo Mizusaki para Ji-Paraná, a decisão de sentença dos três jovens, réus presos acusados do latrocínio que culminou no bárbaro assassinato do jovem Gleisson Batista Campos, em 27 de novembro de 2016, uma das mais esperadas em Ouro Preto do Oeste nos últimos tempos que deverá ocorrer nas próximas semanas, será proferida pelo juiz substituto.

HARUO MIZUSAKI ESTEVE POR MAIS DE 12 ANOS ATUANDO NA COMARCA DE OURO PRETO DO OESTE

 

Fonte: www.correiocentral.com.br - fotos Edmilson Rodrigues