Correio Central
Voltar Notícia publicada em 31/05/2017

Empreendedores do agronegócio rondoniense não veem crise e apostam no cenário de recuperação da economia

Foto do produtor Jonas Celestrini de Ouro Preto em cima de um trator novo; empresários comemoraram os resultados das vendas

Por Edmilson Rodrigues - O resultado da movimentação comercial e as rodadas de negócios satisfatórias da 6ª Rondônia Rural Show, que terminou no último sábado (27), em Ji-Paraná (RO), superou a expectativa de empreendedores dos mercados que se valem da pujança do agronegócio brasileiro, e empreendedores e produtores de Ouro Preto do Oeste fizeram muitos negócios no evento.  

Empresas do ramo que são referência do volume de negócios na Feira rondoniense obtiveram resultados positivos e muitos deles fecharam contratos de venda superior ao ano passado; todos os participantes da Rondônia Rural Show tiveram a oportunidade de expor suas marcas e produtos na maior vitrine do agronegócio na região Norte do país.

Os empresários do setor e produtores rurais não veem situação de crise e vivem o grande momento de prosperidade que o agronegócio no estado de Rondônia atravessa. 

A rede de revenda Casa da Lavoura, que tem um grande mix de produtos agropecuários, com 20 lojas em todas as regiões, e leva para o evento todos os gestores e funcionários de suas unidades teve movimento recorde. “Foi muito bom, nós vendemos muito, a comercialização cresceu muito mais que no ano passado. A prévia de vendas diária que mensuramos nos dias da feira superou os anos anteriores”, comemora Jean Sague Lopez, gerente da unidade de Ouro Preto do Oeste.

No ramo de tratores e maquinário com tecnologia de para agricultura de precisão, a Fertisolo Comercial de Máquinas e Equipamentos concessionária New Holland de Porto Velho, com filiais em Ariquemes e Ji-Paraná, também teve dias diferenciados. “A agricultura de Rondônia está deslanchando muito rápido, o produtor não olha para a crise”, pontou o empresário Augusto César Maia Pyles, que representa o empresariado da Capital do estado.

O produtor rural de Ouro Preto do Oeste Jonas Celestrini, 59 anos, que mora há 28 anos na Linha 16 da RO-470 (linha 81), aproveitou a feira de Ji-Paraná para adquiri um trator (Vatra A950) para reformar as pastagens e implantar consórcio agricultura e pecuária na propriedade.

 O pecuarista David Tonetto Panetto, da Fazenda Panetto na Linha 04, que participa da Rondônia Rural Show todos os anos comercializando touros reprodutores, disse que este foi um dos melhores anos. “Eu vendi touros na feira, e depois vendi mais 12 reprodutores para produtores de Ji-Paraná e Presidente Médici que fizeram negócio depois do evento vieram buscar aqui na fazenda em Ouro Preto”, comemora.

O Secretário de Estado de Agricultura (Seagri), Evandro Cesar Padovani, que passou quase um mês em Ji-Paraná coordenando as inúmeras equipes de trabalho para a estreia do novo espaço tecnológico do agronegócio rondoniense, disse que transferir e organizar o evento para a nova área foi trabalhoso, mas gratificante. “Nosso evento comprova que a união de forças de quem acredita em Rondônia, acredita no Brasil, indiferente das situações intempestivas por que passa nosso país, supera qualquer adversidade”, resumiu.

CASAL DO GRUPO FERTISOLO RECEPCIONA CASAL DO GRUPO PEMAZA NO ESTANDE DA EMPRESA

FAZENDA PANETTO VENDEU 12 TOUROS TRÊS DIAS APÓS ENCERRADO O EVENTO

ADALBERTO FELICIANI (CASA DA LAVOURA) COM MÉDICO JOB LEONARDO, PRODUTOR EM OPO

EMPRESÁRIO ASSIS GURGACZ (GRUPO EUCATUR E FAG) SE EMOCIONOU DURANTE A FEIRA

AGRICULTOR FAZ REGISTRO EM CIMA DE MÁQUINAS EM EXPOSIÇÃO NA FEIRA DE JI-PARANÁ

   

 

 

 

   

Fonte: www.correiocentral.com.br - fotos Edmilson Rodrigues