Correio Central
Voltar Notícia publicada em 10/08/2017

DNIT faz nova visita técnica ao perímetro urbano de Ouro Preto e na curva do morro Chico Mendes

Engenheiro do DNIT em admite que o trecho do cruzamento com a RO 470 tem um conflito de trânsito que precisa ser sanado

Uma comitiva do DNIT tendo à frente o Superintendente Regional Sérgio Augusto Mamanny visitou os dois trechos críticos da BR-364 entre a curva do morro Chico Mendes e o ponto de travessia das avenidas XV de Novembro e Marechal Deodoro da Fonseca, de acesso ao município de Vale do Paraíso.

Sérgio Mamanny trouxe a Ouro Preto do Oeste o engenheiro José Augusto, do setor de planejamento do DNIT em Brasília par finalizar os estudos que vão definir quais medidas estruturais serão feitas nos dois cruzamentos, em atendimento a um pleito solicitado em fevereiro pelo deputado Federal Luiz Cláudio (PR), que atendeu a pedidos do deputado estadual Marcelino Tenório, e os vereadores Eudes Venâncio (PRP), Ivone Vicentin e Serginho Castilho (PRP).

Na vistoria de ontem, o prefeito Vagno Gonçalves Barros “Panisoly” (PSDC) acompanhou a comitiva e discutiu com a equipe técnica sobre quais medidas serão adotadas. No entanto, nada ficou definido, até que seja feita a última reunião nesta sexta-feira (11) no DNIT em Brasília, em que estarão presente Sérgio Mmany e os engenheiros que participaram das visitas a Ouro Preto.

O engenheiro José Augusto avaliou os dois pontos e considerou que é mais problemático o trecho do cruzamento da BR-364 com as avenidas e a RO 470. “Olha, conflito de trânsito aqui é bastante grande, principalmente esse entroncamento com a RO 470. “A gente já está estudando qual solução colocar aqui, e estamos enxergando que o trânsito realmente está confuso e precisamos ordenar de forma que evite transtorno para a população”, admitiu.  

Quanto no trecho da curva de acesso às reservas e ao Morro Chico Mendes, o engenheiro avalio que aquele ponto o tráfego é bastante sazonal, principalmente aos finais de semana, o acesso é muito próximo da curva e deve ser equacionado, de forma que tenha segurança para quem entrar e sair daquele acesso.

Sérgio Mamanny ressaltou que vai levar tempo até que todas as fases sejam cumpridas, mas disse que o DNIT está empenhado em solucionar o problema. “Como não é fácil de resolver a gente trouxe outras pessoas de Brasília, projetistas que têm experiencia em fazer projetos, cada um que vem tem um olhar diferente e a gente vai somando essas ideias”, frisou.

O prefeito Vagno Panisoly agradeceu ao superintendente regional do DNIT e aos técnicos de Brasília pelo empenho em ajudar a resolver o problema das travessias com a BR no perímetro urbano da cidade de Ouro Preto, o gestor lembrou que a situação que causa riscos a condutores de veículos, e a pedestres e estudantes que residem no Bairro Alvorada.

O vereador Eudes Venâncio disse que essa iniciativa do DNIT é um compromisso firmado em fevereiro, durante uma Audiência Pública na Câmara Municipal, e espera que agora com a parte de estudos técnicos concluída a dificuldade verificada no trecho do perímetro urbano e da curva do acesso ao morro Chico Mendes começará a ser sanada definitivamente.

EQUIPE DO DNIT COM VEREADORES EUDES E SERGINHO NO TRECHO DO MORRO CHICO MENDES

Fonte: www.correiocentral.com.br - fotos Edmilson Rodrigues