Correio Central
Voltar Notícia publicada em 05/07/2017

DNIT empenha mais R$ 13 milhões às obras no trecho da BR-364 entre Médici ao trevo de Theobroma, informa deputado Luiz Cláudio

Deputado confirmou com Diretor do DNIT a conclusão do projeto de construção do viaduto em Ouro Preto discutido em audiência na Câmara

O deputado federal Luiz Cláudio (PR) anunciou que o DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte – empenhou mais R$ 13 milhões para a continuidade do serviço de restauração da BR-364 com substituição de pavimento do subtrecho a partir do trevo de acesso a BR-429, em Presidente Médici, até depois de Jaru, no trevo de acesso as rodovias estaduais 464 e 463, de acesso a Machadinho d’Oeste e Theobroma, num trecho de 154,91 kms, entre o km 305,35 ao km 427,20.

O parlamentar rondoniense esteve na sede do DNIT em Brasília (DF) na última segunda-feira, e em audiência com o Diretor Geral do DNIT, Valter Cassimiro Silveira, teve acesso as duas Notas de empenho, nos valores de R$ 10 milhões e de R$ 3 milhões, do contrato cujo valor global é de R$ 110.763.568,59, tendo a empresa Rondônia Transportes e Serviços LTDA como responsável pela execução do trabalho neste trecho.

O investimento contempla a substituição integral de trechos de asfalto comprometidos, e a construção de uma 3ª faixa após a balança de pesagem (em desuso), a 10 km de Ouro Preto do Oeste. “Essa demanda é uma conquista para a população que reclama uma obra de qualidade naquele trecho a muitos anos. Hoje o fluxo de veículos que trafegam na região é altíssimo, e temos milhares de universitários que se deslocam pela BR de Jaru, Ouro Preto e Presidente Médici com destino ao polo universitário de Ji-Paraná”, salientou Luiz Cláudio.

O deputado Luiz Cláudio também comentou a respeito do projeto de modificação na BR-364 no perímetro urbano de Ouro Preto do Oeste, concebido depois de uma audiência pública realizada no mês de março pela superintendência do DNIT em Rondônia. “Em razão dos inúmeros acidentes que ocorria, solicitamos a instalação de quebra-molas entre a lombada eletrônica na travessia com as Avenidas XV de Novembro e Marechal Deodoro da Fonseca como medida paliativa até que seja definido o projeto de construção de uma trincheira por debaixo da pista, ou uma passarela”, pontuou.

3ª PISTA NA CURVA DA BALANÇA VAI MELHORAR O TRÁFEGO PRÓXIMO A OURO PRETO

NOTA DE EMPENHO DO DNIT PARA CONTINUIDADE DA OBR NO TRECHO LICITADO

Fonte: www.correiocentral.com.br - fotos Edmilson Rodrigues