Correio Central
Voltar Notícia publicada em 11/06/2018

11 ruas de Ouro Preto do Oeste recebem placas de mão única e fiscalização ficará a cargo da PM e do Detran

A Lei está em vigor, haverá o prazo de 1 mês para a PM e o Detran iniciarem blitze com aplicação de multas.

A prefeitura da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste instalou na última semana a sinalização de mão única em 10 ruas perpendiculares as avenidas Daniel Comboni e XV de Novembro, e na rua do Bosque, em consonância com o Projeto de Lei nº 2.221, de 31 de julho de 2017, de autoria do Poder Executivo, e aprovado pela Câmara de Vereadores.

A partir da instalação das placas, e com a Lei em vigor, a mão única já está valendo e a prefeitura vai estipular o prazo de 1 mês para adaptação com blitze orientativas, e depois dessa data serão aplicadas multas aos infratores.

O prefeito Vagno Gonçalves Barros (PSDC) esteve na sede do Detran em Porto Velho na última sexta-feira (8) para assegurar o envio de agentes de trânsito para Ouro Preto, e a Polícia Militar também poderá autuar condutores que infringirem a nova Lei de mão única.

Estão sendo implantadas mão única, entre a Daniel Comboni e XV de Novembro, a rua Marechal Rondon - a marginal da BR-364 na praça dos Coqueiros (sentido Av. XV de Novembro para Av. Daniel Comboni), ruas Ana Nery (sentido AV. Daniel Comboni para a AV. XV de Novembro), Castelo Branco (sentido Av. XV de Novembro para Av. Daniel Comboni), Juscelino Kubistchek (sentido AV. Daniel Comboni para a Av. de Novembro), Princesa Isabel Branco (sentido Av. VV de Novembro para Av. Daniel Comboni), Seringueiros sentido AV. Daniel Comboni para a Av. XV de Novembro), Getúlio Vargas (sentido Av. XV de Novembro para Av. Daniel Comboni) Café Filho (sentido Av. Daniel Comboni para a Av. XV de Novembro) e a avenida Gonçalves Dias - sentido Av. XV de Novembro para Av. Daniel Comboni.

A rua do Bosque, será mão única em toda sua extensão sentido à rua Frederico Cantarelli até a avenida Capitão Sílvio Gonçalves de Farias. Ou seja: quem segue pela Capitão Sílvio não poderá entrar à direita, terá que seguir em frente até a rotatória do Taí Max.

Na argumentação à Lei, a prefeitura considera essa mudança pelo fato de essas ruas serem estreitas e com muito comércios, farmácias, hospitais, clínicas e laboratórios, dificultando e colocando em risco a travessia de pedestres. Nos horários de pico é quase impossível atravessar uma dessas ruas devido ao fluxo de veículos.

ENTENDA COMO FICOU O SENTIDO DAS RUAS:

Pela nova Lei o sistema de trafegabilidade nessas vias vai se desenvolver da seguinte forma:

A rua Marechal Rondon – marginal da BR onde fica situado o Shopping Popular – em toda sua extensão será mão única sentido avenida XV de Novembro para a avenida Daniel Comboni – descendo.

A rua Ana Nery, onde ficam localizadas as agências bancárias e a Praça dos Migrantes, em toda sua extensão será acessada pela avenida Daniel Comboni sentido a XV de Novembro.

A rua Castelo Branco – dos hospitais Master Dei, São Lucas e laboratórios – em toda sua extensão será mão única da avenida XV de Novembro para a Daniel Comboni.

A rua Juscelino Kubistchek será mão única sentido avenida Daniel Comboni para a XV de Novembro. A parte da rua JK onde fica localizada a Escola Estadual Joaquim de Lima Avelino e a Escola de Educação Infantil Cecília Meireles ficou de fora do projeto.

A rua Princesa Isabel – da Bina Cell – será acessada pela avenida XV de Novembro sentido a Daniel Comboni.

A rua dos Seringueiros será mão única sentido a avenida Daniel Comboni para a avenida XV de Novembro.

A rua Getúlio Vargas será mão única a partir da avenida XV de Novembro até a esquina com a Daniel Comboni.

A rua Café Filho – do Fórum, Promotoria e cartórios – será mão única da avenida Daniel Comboni sentido a avenida XV de Novembro.

A avenida Gonçalves Dias – da Câmara Municipal, Defensoria, OAB, IPSM – será mão única da avenida XV de Novembro, na esquina do Posto Montana, sentido a rotatória da avenida Daniel Comboni. 

FOTO: A PARTIR DE AGORA ESSA CONVERSÃO É PROIBIDA  

 

 

 

Fonte: www.correiocentral.com.br - fotos Edmilson Rodrigues