Correio Central
Voltar Notícia publicada em 28/06/2017

Sedam enfim libera a licença para empresas de limpa-fossas atuarem em Ouro Preto do Oeste

O serviço volta ao normal nesta quinta, mas o preço por viagem do limpa-fossa será de 200 reais segundo o responsável por uma das empresas

Após quase nove meses de espera, a população da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste poderá usufruir do serviço de empresas limpa-fossa, a proibição desse serviço foi determinada ainda na gestão do ex-prefeito Alex Testoni, e depois de inúmeras viagens a Porto Velho, o prefeito Vagno Gonçalves Panisoly volta nesta quarta-feira com os documentos que faltavam em mãos.

A Licença de Instalação da obra do novo sistema de tratamento de esgoto, no km 4,5 da Linha 200 oriundos da atividade de coleta e transporte da atividade de limpa-fossa foi expedida pela Secretaria do Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam), por meio da Coordenadoria de Licenciamento e Monitoramento Ambiental de Atividades Potencialmente Poluidoras (COLMAMP).

Ao assumir o mandato, o prefeito Vagno determinou que fossem tomadas todas as providências para que a legalização do documento do terreno ao lado do lixão e às partes da prefeitura fossem concluídas, a fim de obter a autorização. As duas empresas construíram as estações de armazenamento e tratamento no loca, e providenciaram vegetação ao redor. 

O deputado estadual Marcelino Tenório também fez frente junto à Sedam na Capital, porém o atraso foi inevitável, assim como o transtorno e o encarecimento no serviço para muitos comerciantes que dependiam de esgotar fossas mais de uma vez no mês, pois tinham de pagar três vezes mais para empresas limpa-fossa de outras cidades virem a Ouro Preto.  

No mês passado, o vereador J. Rabelo, presidente do Poder Legislativo, protocolou um documento no Palácio Rio Madeira, sede do governo estadual, com um apelo ao governador para que houvesse celeridade e bom senso com o sofrimento do empresariado ouro-pretense-do-oeste.

SERVIÇO MAIS CARO

A partir de quinta-feira, 29 de junho, quem estiver necessitando de esgotar fossas pode preparar o bolso que o serviço sofrerá um acrescimento em relação ao preço que era praticado no ano passado, antes da proibição.

O proprietário do Auto Fossa Ricardo contato 9 9248-8303), informou que cada viagem custará R$ 200,00 (duzentos reais), e que esse acréscimo é necessário para equipar os custos com a nova estrutura construída pelas duas empresas na área da Linha 200, ao lado do lixão.  

A outra empresa autorizada é a Auto Fossa Moreira.

A ESTAÇÃO FOI CONSTRUÍDA PELAS DUAS EMPRESAS LIMPA-FOSSA DA CIDADE

  

 

Fonte: www.correiocentral.com.br - fotos Edmilson Rodrigues