Correio Central
Voltar Notícia publicada em 02/01/2018

Rebelião de presos em Goiás deixa ao menos nove mortos

Foram confirmadas nove mortos e 14 detentos feridos na rebelião na Colonia Agroindustrial de Aparecida de Goiânia

Goiânia. Detentos do regime semiaberto fizeram uma rebelião na tarde de segunda-feira (1) na Colônia Agroindustrial, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital.

Segundo informou ao G1 o coronel Divino Alves, comandante da Polícia Militar (PM) de Goiás, ao menos nove presos foram assassinados em confronto com outros reeducandos. Ainda de acordo com a corporação, uma rixa entre grupos rivais provocou o motim e os homicídios.

O Corpo de Bombeiros informou que existem pelo menos outros dez presos feridos. Eles foram encaminhados ao Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa).

Até o fechamento desta edição, não havia informações sobre o estado de saúde deles. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu) também foi chamado para ajudar no socorro médico.

Fuga de detentos. Alves afirmou ainda que houve fuga de presos, mas não sabe precisar quando ao total. Além disso, ele explicou que cerca de 20 reeducandos já foram recapturados. Ele explicou que a rebelião começou por volta das 14h e já tinha sido controlada.

“A Polícia Militar e o Sistema Prisional estão envolvidos nessa situação visando a normalidade do sistema”, disse o comandante.

Incêndio na unidade. Em nota, a assessoria da Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) informou que a rebelião foi provocada depois que presos da ala C invadiram a ala B, onde ficam detentos rivais. Nesse momento, a unidade prisional foi incendiada.

Os bombeiros foram acionados para atuar no combate ao fogo, que formou uma grande nuvem de fumaça.

Agentes do Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (Gope) atuavam no local com apoio do Batalhão de Choque e do Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer), ambos da vinculados à Polícia Militar. Por volta das 16h, a situação havia sido controlada.

Janeiro de 2017

Sete Estados tiveram rebelião de presos com mortes:

Em Manaus, 56 presos morreram. Um dia depois, houve quatro mortes durante rebelião no Amazonas.

No dia 4, houve mortes de detentos na Paraíba. No dia 6, uma rebelião em Roraima deixou 33 mortos.

No Rio Grande do Norte, 26 detentos foram mortos no dia 14. No mês, ainda foram registradas mortes de presos em Maceió e São Paulo.

Fonte: G1 GO