Correio Central
Voltar Notícia publicada em 30/05/2018

Passagem de comboio com cerca de 70 caminhões com combustível gera princípio de conflito em Rondônia

Caminhões com combustível vão abastecer as polícias, serviços essenciais e postos de combustível no interior.

Na manhã desta quarta-feira (30) cerca de 70 caminhões escoltados pelo Exército com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros devem chegar a vários destinos no interior de Rondônia transportando combustíveis.

O principal objetivo dessa operação é para garantir o abastecimento de serviços essenciais como para as polícias civil e militar, hospitais, termoelétricas, e há no comboio caminhões destinados para abastecer postos de combustíveis e com alimentos perecíveis.  

Na altura do no KM 692, da BR 364, por volta de 15h30, um grupo de manifestantes tentou impedir o seguimento do comboio ateando em parte da vegetação seca que margeia a rodovia, impossibilitando momentaneamente a passagem provocando um congestionamento de aproximadamente 2 KM, no sentindo descrente da rodovia. 

Áudios espalhados pelo aplicativo de whatsApp dando conta de que houve tumulto, que o Posto Miriam e caminhões de combustíveis foram incendiados são informações sem nenhuma veracidade, completamente infundadas.

A PRF informou que “após negociações e intervenção do Corpo de Bombeiros nas queimadas, o que durou 1h, os manifestantes liberaram a rodovia, permitindo que o fluxo seguisse normalmente”. 

Houve tentativa de impedimento, mas não na proporção que alardearam nas redes sociais. A chegada do comboio em Ariquemes também gerou um princípio de tumulto, que foi controlado.

 

 

 

 

Fonte: www.correiocentral.com.br