Correio Central
Voltar Notícia publicada em 08/11/2017

Ouro Preto: famílias voltam a ocupar áreas no Park Amazonas; Justiça concede reintegração de posse

O juiz João Valério Silva Neto determinou a reintegração imediata; a PM faz reconhecimento da situação para cumprir a Ordem Judicial

No último domingo dezenas de famílias voltaram a invadir áreas de três quadras do Residencial Park Amazonas em Ouro Preto do Oeste, e demarcaram terrenos nos quarteirões que pertencem Casa & Terra empreendimentos Imobiliários, ao ex-prefeito Alex Testoni. A primeira invasão ocorreu no início do mês de outubro.

No entanto, o juiz João Valério Silva Neto, da 2ª Vara Cível da Comarca concedeu ontem à tarde a Liminar de Reintegração de Posse imediata aos proprietários das áreas ocupadas, e a retirada das pessoas que estão no local deverá ser feita pela Polícia Militar.

Entre a noite de segunda-feira e a manhã de ontem, a cerca que limita a Fazenda Dom Bosco com a área do Park Amazonas foi cortada, em torno de 30 animais bovinos entraram no limite da cidade e funcionários da propriedade trabalharam o dia inteiro para juntar o gado e conduzi-lo novamente até a área de pastagens.  

Na invasão, em alguns terrenos das quadras ocupadas, algumas pessoas instalaram barracos improvisados e começaram a construir piquetes mais resistentes, e segundo alguns integrantes o grupo que almeja as áreas da empresa e do ex-prefeito soma em torno de 80 famílias. Os ocupantes alegam que os loteamentos públicos prometidos pelo ex-prefeito não saiu do papel, e que nas áreas ocupadas era para existir o conjunto habitacional popular.   

A reportagem do Correio Central entrou em contato com o comando da 3ª Companhia de Policiamento Ostensivo de Ouro Preto do Oeste (3ª Cia/PO/OPO) e até a manhã desta quarta-feira o Oficial de Justiça ainda não havia entregado o documento no quartel da Polícia Militar.

O comandante, Capitão PM Edvaldo Elias, informou que desde ontem está realizando o estudo de reconhecimento da situação, e se inteirando dos fatos para definir se a operação de Reintegração de Posse poderá ser cumprida apenas por militares da corporação, ou se será necessário o pedido de reforço ao 2º BPM, em Ji-Paraná.

A REINTEGRAÇÃO DE POSSE DS ÁREAS INVADIDADAS SERÁ CUMPRIDA PELA POLÍCIA MILITAR 

    

 

Fonte: www.correiocentral.com.br - fotos Edmilson Rodrigues