Correio Central
Voltar Notícia publicada em 20/12/2016

MP e prefeitura estabelecem regras para o Réveillon de Luz na Praça da Liberdade, em Ouro Preto do Oeste

O som automotivo será proibido na avenida Daniel Comboni em razão da violência e vandalismo ocorridos no último ano, após uma confusão

Reunião ocorrida na Promotoria de Justiça definiu ações e algumas regras que vão vigorar durante as três noites do Réveillon de Luz, tradicional festa popular da virada de ano que ocorre em Ouro Preto do Oeste, na Praça da liberdade, e é organizado pela prefeitura em parceria com a Associação Comercial e Industrial (ACIOP).

O evento terá três noites de festa, com destaque para a noite de 31 de dezembro quando haverá o bingo de R$ 37.500,00 em dinheiro, e a tradicional queima de fogos, além de shows musicais. A organização anunciou que o evento terá como atrações Mayco e Rodrigo, Júnior Magalhães, Gabriel Parada OzBrodinhos, Neguinho dos Teclados e Dj Cesar.

O encontro que ocorreu na sede do MP foi convocado pelo promotor Evandro Araújo Oliveira, e contou com a participação do prefeito Alex Testoni (PSD), e representantes da ACIOP, Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. O foco principal do encontro foi discutir regras pontuais para garantir a integridade, segurança e bem estar para todos frequentadores da festa do réveillon deste ano.

Uma das primeiras definições foi quanto ao limite dos horários do evento. Na noite de 30 de dezembro, sexta-feira, a sonorização no palco de shows será permitida das 21hs até as 02hs da madrugada; dia 31 a partir das 20h30 até as 04hs e na noite de 1º de janeiro das 21h até as 02hs.

Outro ponto fundamental discutido no MP com as entidades públicas e a empresarial, é que não serão permitidos carros de som automotivo na Avenida Daniel Comboni, ou em qualquer espaço de rua fechado pela Prefeitura ou fora dela, e como em todos os anos não será permitida a venda de bebidas em embalagem de vidro na Praça da Liberdade. Para quem costuma levar champanhe em recipientes de vidro, a prefeitura vai instalar contêineres ao redor da praça.   

Na hora de decidirem sobre a proibição de som automotivo foi considerado a confusão generalizada na madrugada do réveillon do ano passado, que ocorreu quando o som da praça já havia sido desligado, e numa aglomeração de jovens na avenida uma mulher entrou em um veículo e acionou a chave de ignição de um carro que desceu desgovernado, e atropelou várias pessoas.

Na sequência dos fatos, a atitude irresponsável provocou uma briga onde várias pessoas foram esfaqueadas, inclusive o dono do veiculo, e num ato de vandalismo empurraram o carro para dentro do canal do igarapé Ouro Preto. Para o promotor de justiça, esse episódio ficou muito ruim para imagem da cidade, pois esses sons aglomeram pessoas, aumenta a baderna e prolonga a farra, causando perturbação além do tolerável e potencializa as confusões.

O prefeito Alex Testoni informou que a prefeitura vai interditar o trecho da Daniel Comboni entre a Rua Getúlio Vargas e a Seringueiros e será proibido estacionar veículos com som automotivo nesse espaço. “A responsabilidade do município é por aí, agora fora do espaço da avenida Daniel Comboni a responsabilidade fica a cargo da polícia cumprir a legislação pertinente. Tem que ter festa, mas com segurança porque é uma festa de família, tem que ter bastante organização e segurança, e as pessoas têm que entender isso”, pontuou o prefeito.

 

 

 

Fonte: Por Edmilson Rodrigues