Correio Central
Voltar Notícia publicada em 16/06/2017

Criança morre após ter pescoço cortado por linha com cerol, em MG

O pai levou a criança para andar de bicicleta, e pouco depois correu até o local e encontrou Breno ensanguentado e com um profundo corte no pescoço.

Um menino de cinco anos morreu no fim da tarde desta quinta-feira (15) depois de ter o pescoço cortado por uma linha de pipa com cerol enquanto andava de bicicleta no bairro Bela Vista, em Ibirité, região metropolitana de Belo Horizonte.

O pai da criança testemunhou a tragédia. Foi ele quem levou o seu filho Breno Pereira de Brito para brincar com a bicicleta em um campo de futebol.

Quando o menino passava por uma estrada de terra próxima ao campo, o pai ouviu o grito de um adolescente de 15 anos alertando a criança sobre a linha com cerol.

O pai correu até o local e encontrou Breno ensanguentado e com um profundo corte no pescoço. Pessoas que estavam próximas ao local colocaram o menino em um carro e seguiram em direção a um hospital na tentativa de salvá-lo.

No caminho, eles encontraram uma ambulância e pediram ajuda. Os socorristas encaminharam Breno para o hospital São José, no bairro Jardim Industrial, em Contagem.

No entanto, a criança já chegou ao hospital sem vida.

A polícia ouviu o adolescente de 15 anos, que alertou Breno sobre a pipa. Ele disse que a linha estava agarrada no mato por onde passou o menino. O menor ainda negou que a linha fosse sua.

A perícia compareceu ao local e recolheu a pipa que estava com uma linha cortante, mais conhecida como linha chilena. O material foi recolhido.

Segundo a Polícia Militar (PM), o adolescente, acompanhado de um responsável, foi levado para a Delegacia de Plantão de Ibirité, onde prestou esclarecimentos sobre o caso à polícia.

Por Ailton do Vale

Fonte: O Tempo