Correio Central
Voltar Notícia publicada em 13/04/2017

Morador de Ouro Preto tem a maior produção de inhame da Amazônia, em área de 50 alqueires em Machadinho

Ferreirinha era funcionário da Eucatur, e hoje planta inhame no 5º BEC que será vendido para Inglaterra e Estados Unidos

EDMILSON RODRIGUES - Lavoura de inhame formado no município de Machadinho d’Oeste, em uma área medindo 50 alqueires é a maior que se tem notícia na região Norte, o plantio foi feito em uma propriedade localizada na linha M-A3, região do distrito de 5º BEC, e o produto a ser colhido já tem como destino a Inglaterra e os Estados Unidos da America (EUA).

A ousadia é do produtor Jacir Ferreira Soares popularmente conhecido por “Ferreirinha”, ex-funcionário da Eucatur e ex-candidato a vereador pelo PDT, que também compra produção de inhame na região de Ouro Preto onde reside, e na região de Jaru. Em 2015, ele plantou muda de inhame (cará-da-costa) em 30 alqueires de terra, e registrou uma colheita média de 70 a 80 toneladas por alqueire, e nessa próxima safra pretende colher 2 toneladas do produto nos 123 hectares plantados.

Com a comercialização assegurada, a preocupação maior de Ferreirinha é com a logística da colheita, o maior gargalo da cultura do inhame devido à escassez de mão de obra e a falta de equipamentos para a cadeia produtiva na fase de retirada do produto da terra. “A maior dificuldade é a colheita, fizemos um equipamento adaptado, mais é semimanual. Já existe uma máquina de colher batata, mas não serve para o inhame”, lamenta.

Para ter uma idéia da geração de emprego fora de época dessa cultura, Jacir iniciou a colheita em maio do ano passado e ainda está colhendo. Ainda assim, garante emprego para 25 pessoas na colheita e para outras 20 na limpeza dos tubérculos para serem encaixotados. “Não é aquele negócio de ficar rico, mas gera bastante emprego e movimenta muita gente”, garante.

De acordo com o produtor, a tendência é que as lavouras se multipliquem no interior do estado devido ao rápido retorno do investimento, e por isso já existem vários produtores de inhame na região de Jaru e de Machadinho. “Aqui na região do 5º Bec tem muita gente plantado de dois a três alqueires de inhame, inclusive eu mesmo forneço as mudas”.

FERREIRINHA MOSTRA BATATA DE INHAME ENORME DE SUA SAFRA

INHAME DE RONDÔNIA É DE BOA QUALIDADE E TEM MERCADO GARANTIDO

 

  

Fonte: www.correiocentral.com.br